Livros

Assistentes de Meghan Markle acusam-na de ser uma “sociopata narcisista”

As revelações são feitas num livro sobre os bastidores do antigo casal real e prometem ser bombásticas.
Meghan continua a ser persona non grata na Casa Real

“Uma sociopata narcisista.” Era desta forma que os assistentes reais se referiam a Meghan Markle na sua ausência, revela o jornal “The Times”, que cita as revelações feitas num novo livro que relata os bastidores da passagem atribulada da ex-atriz pela Casa Real britânica.

Em “Courtiers: The Hidden Power Behind the Crown”, descreve-se a relação complicada entre a norte-americana e os seus assistentes. Muitos dos ex-funcionários dizem-se membros do “Clube de Sobreviventes de Sussex”. Os choques eram recorrentes e envolviam discussões sobre o facto de, por exemplo, Markle aceitar constantemente ofertas comerciais.

“As discussões tinham origem no facto de Meghan receber incessantemente presentes de empresas. As entregas eram constantes no Palácio de Kensington. Eram roupas, joias, doces. Não parava”, revelou uma fonte próxima do casal ao “The Times”. “[As reprimendas] não agradavam a Meghan.”

O livro, que tem lançamento marcado para outubro, recorda as ferozes discussões de Meghan e a sua assistente Melissa Toubati, que constantemente a recordava de que o protocolo real não permitia que aceitasse ofertas de organizações comerciais.

“Toda a gente sabia que a instituição seria julgada pela sua felicidade, mas cometeram o erro de achar que ela queria ser feliz”, revelam. “Ela queria ser rejeitada, porque ela estava obcecada com essa narrativa desde o primeiro dia.”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT