Livros

Boas notícias: afinal, a Bizantina das Portas de Santo Antão vai continuar aberta

A livraria alfarrabista da Baixa de Lisboa tinha encerramento marcado para o final de novembro, mas novo acordo reverteu a situação.
Um bom twist.

São boas notícias para os entusiastas das livrarias alfarrabistas: Lisboa não irá perder outro local onde se podem comprar, vender e trocar livros usados. A história parecia repetir-se. A febre das rendas altas atingiu a Bizantina, a livraria alfarrabista que mora na rua das Portas de Santo Antão, o que levaria ao encerramento das suas portas no final de novembro.

“Um fim precipitado pela exigência do senhorio, que pretendia aumentar a renda em 40 por cento. Sem capacidade para pagar o aumento, o proprietário irá fechar as portas”, noticiámos na terça-feira passada, 8 de novembro. A Bizantina paga 1500€ por mês, valor que a Sociedade Histórica da Independência de Portugal (SHIP) pretendia aumentar em 40 por cento.

Na sexta-feira passada, 11 de novembro, porém, a SHIP aceitou baixar o donativo que o proprietário paga mensalmente. A livraria vai continuar, então, de portas abertas. “O acordo foi encerrado há pouco tempo. É verdade, a Bizantina da Rua das Portas e Santo Antão já não vai fechar”, confirmou Carlos Bobone, filho do proprietário, em declarações ao “Público”.

O novo valor do donativo não foi revelado. Ainda assim, Carlos Bobone afirmou, nas mesmas declarações ao diário, que “foi bom para as duas partes” e que fica entre o montante que pagava e aquele que a SHIP pedia agora.

Como a SHIP já era em 2005 uma sociedade sem fins lucrativos, não podia cobrar rendas, ficando acordado pelas partes que a Bizantina faria um donativo voluntário à sociedade. A livraria alfarrabista ficava assim a pagar 1500€ por mês pelo espaço de cerca de 13 metros quadrados e por mais um armazém da mesma dimensão. O aumento faria com que a mensalidade chegasse aos 2300€.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT