Livros

Está aí mais uma Feira do Livro do Porto — conheça as novidades

A edição deste ano vai ter mais de uma centena de pavilhões e de atividades culturais. Júlio Dinis será o homenageado.
Fotografia de Porto.

Começa esta sexta-feira, 27 de agosto, mais uma edição da Feira do Livro do Porto. O evento que se realiza, como habitual, nos Jardins do Palácio de Cristal vai durar até 12 de setembro.

Numa altura em que se assinalam os 150 anos da morte de Júlio Dinis, médico e escritor da cidade, o mote da Feira do Livro este ano é Herborizar. Fazer herbários era uma atividade muito comum no século XIX e servia não só como passatempo, mas também para registo e preservação da natureza.

“Júlio Dinis fez um herbário na Ilha da Madeira por alturas da última das três estadas que ali realizou para se curar da tuberculose de que padecia. É uma peça plena de delicadeza em que sentimos, concretos, os gestos e a respiração do escritor. Ainda mais do que os livros que nos deixou, é o mais vívido e emocionante testemunho que temos deste homem — tudo isto através das plantas, os seres que, silenciosos, há mais tempo nos acompanham nesta passagem pela Terra. O Herbário de Júlio Dinis é a peça central da Feira do Livro e estará em exposição na Extensão do Romantismo do Museu da Cidade”, explica a organização no seu site.

Esta edição do evento vai contar com 124 pavilhões, pelos quais se distribuem 78 entidades e onde será possível encontrar milhares de livros. Mas nem só de livros vive esta feira. Como habitual, há um vasto programa cultural que contará com 150 convidados e 145 atividades. Entre essas podemos sublinhar as habituais apresentações e sessões de autógrafos.

A animação musical também será um dos pontos do cartaz da Feira do Livro. Este ano, a programação teve a curadoria do Maus Hábitos — Espaço de Intervenção Cultural. Outra das novidades que vai encontrar é um conjunto de tours literários pensadas para adultos e para crianças, que pretendem dar a conhecer a cidade de uma outra perspetiva.

Devido às restrições necessárias por causa da pandemia, todos os espetáculos terão uma presença limitada ao número de vagas correspondente. O próprio recinto da Feira do Livro terá uma lotação máxima de mil pessoas, sendo que a utilização de máscara é obrigatória. São ainda recomendadas medidas de segurança como o distanciamento social, a desinfeção regular das mãos e a circulação pela direita.

A Feira do Livro — cuja entrada é gratuita — vai estar aberta de segunda a quarta-feira entre as 12h30 e as 21 horas e à quinta e sexta-feira das 12h30 às 23 horas. Ao fim de semana, o horário de abertura passa para as 11 horas, sendo que ao sábado encerra às 23 horas e ao domingo às 21 horas. Todas as informações sobre a programação, os horários ou as restrições estão disponíveis no site do evento.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT