Livros

Exemplar de “Breakfast at Tiffany’s” com diamantes na capa custa mais de um milhão

É o único no mundo autografado pelo autor, Truman Capote, e está cravejado de mil pequenos diamantes e uma safira.
Tal como diria Marilyn Monroe, "Diamonds Are a Girl's Best Friend".

“Breakfast at Tiffany’s” tornou-se um marco na cultura pop, em parte, graças aos looks icónicos de Holly Golightly, a personagem interpretada pela atriz Audrey Hepburn. O filme de culto é baseado no livro homónimo de Truman Capote, publicado em 1958.

O escritor faria 100 anos em 2024 e, para assinar a data, foi colocado no mercado um exemplar verdadeiramente exclusivo da publicação. É o único disponível autografado pelo próprio Truman Capote e tem uma encadernação luxuosa, com cerca de mil pequenos diamantes e uma safira. O preço? 1,38 milhões de euros.

O livro está à venda na New York International Antiquarian Book Fair, que termina este domingo, 7 de abril. Se não for vendido, será levado para a Lux Mentis, uma livraria americana de luxo.

A encadernação reproduz parte do mapa de Manhattan, delineado com a diamantes. Já a safira foi estrategicamente colocada na esquina da Quinta Avenida com a Rua 57, no local onde se encontra a joalharia Tiffany & Co., referida no título livro.

A obra criada pela artista britânica Kate Holland demorou três anos a concluir, com a ajuda dos joalheiros Bentley & Skinner. “Se ruas de Londres são pavimentadas com ouro, as de Nova Iorque são pavimentadas com platina e diamantes”, comparou Kate Holland em declarações à “AFP”, aqui citada pelo “Times of Malta”.

“Breakfast at Tiffany’s” é, no fundo, “uma história de amor por Nova Iorque”, considera a artista. Embora se sinta “ligeiramente desconfortável” com o valor pedido, acredita que a sua criação poderá ser exibida em museus, “em vez de ficar a ganhar pó numa prateleira”.

O luxuoso exemplar.

O luxuoso exemplar autografado por Truman Capote está exposto num gaiola dourada, que remete para uma das passagens mais conhecidas do livro:

“Consideras-te um espírito livre, um ‘animal selvagem’, e tens medo que alguém te prenda numa gaiola. Minha querida, já estás numa gaiola. E não é limitada a oeste por Tulip, no Texas, nem a leste pelas terras da Somália. Vives na gaiola que construíste e levarás para todo o lado. Podes correr em qualquer direção, irás acabar sempre por esbarrar em ti própria.”

Carregue na galeria para ver mais imagens do livro cravejado de diamantes. 

 

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT