Livros

Joana Amaral Dias lança segundo livro sobre psicopatas portugueses

É desaconselhado a "mentes sensíveis". A psicóloga relata 13 casos que ficaram de fora do primeiro trabalho. Conheça alguns.
Joana Amaral Dias tem um novo livro.

Depois de um primeiro livro e de um podcast, Joana Amaral Dias regressa ao tema dos psicopatas portugueses com uma sequela. “Psicopatas Portugueses, Livro Segundo, + 13 Casos de Morte, Perversão e Horror” chegou às livrarias a 13 de setembro e é uma edição da Oficina do Livro. Está à venda por 18,90€.

A primeira obra foi um fenómeno de vendas. A segundo relata, como o título indica, 13 outros casos. “Tal como o livro anterior, este segundo volume é desaconselhado a mentes sensíveis. Dois são matricídios, dois, filicídios e seis são assassinatos de cônjuges. Esta é uma obra totalmente contra indicada a quem está sozinho em casa. Conta-se o que se passou, descrevem-se os acontecimentos acompanhados da análise psicológica aos piores homicidas do nosso País”, escreve Joana Amaral Dias na introdução do livro.

A primeira história foca-se no crime cometido por Abel Ribeiro, habitante de Albergaria dos Doze que, em 2008, assassinou a própria mãe. Outro dos casos relatados é o de Fernanda Baltazar e Hugo Oliveira. Fizeram um pacto suicida, para se matarem em conjunto, mas o desfecho foi diferente. Também pode ler sobre o homicida Luís Xavier, que, em 2019, no Pinhal Novo, assassinou a mãe. Sofria de esquizofrenia e tinha deixado de tomar a medicação. O mediático assassinato de Carlos Castro em Nova Iorque, às mãos de Renato Seabra, também é abordado neste novo livro.

Já está nas livrarias.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT