Música

Alguma coisa vai acontecer este ano em Paredes de Coura, promete organização

A data limite para tomar uma decisão relativamente à edição deste ano é na próxima semana, disse João Carvalho.
O festival acontece sempre em meados de agosto.

Esta segunda-feira, 31 de maio, mais dois festivais portugueses anunciaram o adiamento das respetivas edições para o próximo ano: o Super Bock Super Rock e o Festival Músicas do Mundo de Sines só regressam em 2022. Juntam-se ao NOS Primavera Sound, NOS Alive, Rock in Rio Lisboa, ID No Limits, MEO Marés Vivas ou ao EDP Cool Jazz, entre vários outros.

Em declarações à “Rádio Observador”, o promotor do Vodafone Paredes de Coura, João Carvalho, explica que acredita que seria viável organizar um festival com algumas restrições em agosto — o mês do evento do Minho —, já que se espera que nessa altura já haja imunidade de grupo em Portugal.

João Carvalho diz que há falta de “coragem política” para tomar essas decisões e que, por isso, ainda não tem respostas para dar às milhares de pessoas que tinham comprado bilhetes para esta edição do festival (ou para a de 2020, na verdade). A data limite para tomar uma decisão será na próxima semana, assegura, mas garante que, de uma forma ou outra, alguma coisa vai acontecer em Paredes de Coura.

“Tenho a certeza absoluta de que alguma coisa vou fazer em Paredes de Coura, não sei se será um Paredes de Coura XS se será um Paredes de Coura club… seja o que for alguma coisa tenho de fazer.”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT