Música

As 7 coisas mais bizarras que vimos no Rock in Rio

O festival arrancou este sábado, e trouxe de volta as enormes filas para a roda-gigante Pisca Pisca (e não só).
Bizarros, mas hilariantes.

O Rock in Rio é sempre sinónimo de música, looks ousados, comida e, claro, de momentos insólitos. A edição que arrancou este sábado, 15 de junho, não é exceção. No entanto, a nova localização — está a decorrer pela primeira vez no Parque Tejo — trouxe-nos novas bizarrias.

O grande destaque é o altar-palco. Quando foi criado para a Jornada Mundial da Juventude em 2023, representou um investimento de 2,9 milhões de euros. Foi prometido que seria usado em eventos futuros. Essa promessa cumpriu-se e, no festival que celebra os 20 anos em Lisboa, está a servir de sombra para bancas de alimentação, casas de banho, para uma instalação de arte urbana e outros stands.

É debaixo desta mesma estrutura que está, para muitos, outros dos elementos bizarros desta edição: duas bancas cujo único propósito é vender pulseiras do Rock in Rio — que custam 1€ — tiveram filas enormes com centenas de pessoas à espera. Estas, contudo, têm um bom intuito: pretendem celebrar a diversidade e a inclusão. As receitas revertem para organizações de caridade.

Como seria de esperar, as filas absurdamente longas voltaram a fazer parte do dia a dia no festival. Houve algumas ativações que se destacaram graças ao número de pessoas que juntaram à porta. A principal foi a Shein. Tal como aconteceu quando a insígnia teve uma pop up store em Lisboa, provocou uma enchente. Na showroom encontram-se cerca de 400 peças de roupa para homem, mulher, miúdos, plus size.

O que também merece um destaque é a fila para andar na roda-gigante, que era sem dúvida a mais comprida do recinto. O tempo de espera era de mais de uma hora.

Como o evento também é marcado pelas artes circenses, encontrámos vários palhaços e malabaristas. O mais caricato, porém, foi o equilibrista que desceu a colina do Palco Mundo no sábado, 15 de junho, a correr como se houvesse um holocausto zombie a caminho.

Entre camas e cães robot, houve muitos outros momentos bizarros (e hilariantes) no primeiro fim de semana do Rock in Rio Lisboa. Carregue na galeria para os conhecer.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT