Música

Bárbara Tinoco e Carolina Deslandes lançam álbum para celebrar o 25 de Abril

"A Madrugada Que eu Esperava" tem várias colaborações, como Paulo de Carvalho. Jorge Palma, Tatanka e Buba Espinho.
O disco tem muitos convidados.

Desde o início de abril que Bárbara Tinoco e Carolina Deslandes têm vindo a apresentar alguns singles do novo álbum. Após a espera, “A Madrugada Que eu Esperava” foi finalmente lançado nesta quinta-feira, 25.

No disco, as artistas juntam-se a algumas das mais importantes vozes da revolução e da atualidade, como Jorge Palma, Sérgio Godinho, Paulo de Carvalho, Luísa Sobral, Filipe Melo, Salvador Sobral, Rita Rocha, Tatanka, Tiago Nogueira, Buba Espinho e Diogo Branco são os convidados deste disco composto por 17 canções que é, essencialmente, uma ode à liberdade.

O álbum é resultado do musical homónimo, “A Madrugada Que eu Esperava”, em cena desde o passado 14 de fevereiro e até ao dia 31 de maio, que junta as duas cantautoras na autoria e na partilha de palco, como atrizes principais. Até 28 de abril, está em cena no Teatro Maria Matos, em Lisboa. Depois, parte para o Coliseu do Porto AGEAS, com apresentações a 30 e 31 de maio.

As 17 faixas editadas reúnem os 13 temas apresentados em cena e ainda quatro canções originais, compostas exclusivamente para o musical, mas que acabaram por ficar de fora.

O projeto inclui ainda os instrumentais gravados em estúdio, tal como apresentados em cena pelos músicos Feodor Bivol (Guitarra), Marco Pombinho (Piano), Miguel Casais (Bateria), Rui Pedro Pity (Baixo), e Sandra Martins (Violoncelo), com a contribuição das guitarras de Diogo Clemente e Pedro Mourato.

“É um disco que celebra Abril com as vozes que viveram e cantaram a revolução e as vozes de hoje. Juntámo-nos para escrever e compor estas canções vestindo a pele de quem tinha como objetivo de vida ser livre. Fomos confrontadas com coisas que não sabíamos, mas mais importante que isso — fomos relembradas daquilo que sabemos. Enquanto houver memória, há luta. Enquanto houver música, a luta é contada, documentada e eterna. Abril é um compromisso”, dizem as artistas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT