Música

Bryan Adams irrita-se com os “comedores de morcegos” pelos concertos cancelados

O músico culpa os mercados de Wuhan, na China, pelo nascimento da pandemia do novo coronavírus.
O músico ia atuar durante várias noites em Londres.

Nesta segunda-feira, 11 de maio, Bryan Adams recorreu ao Instagram para falar com os fãs sobre uma série de concertos no Royal Albert Hall, em Londres, no Reino Unido, que tiveram de ser cancelados por causa da pandemia do novo coronavírus.

Bryan Adams partilhou um vídeo em que aparece a tocar com a guitarra o tema de 1983 “Cut Like a Knife”. Na descrição, queixou-se e culpou os vendedores dos mercados de Wuhan, na China, onde se acredita que o vírus possa ter contagiado pela primeira vez seres humanos, dando assim início ao surto — apesar de a hipótese não estar comprovada.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

CUTS LIKE A KNIFE. A song by me. Tonight was supposed to be the beginning of a tenancy of gigs at the @royalalberthall, but thanks to some fucking bat eating, wet market animal selling, virus making greedy bastards, the whole world is now on hold, not to mention the thousands that have suffered or died from this virus. My message to them other than “thanks a fucking lot” is go vegan. To all the people missing out on our shows, I wish I could be there more than you know. It’s been great hanging out in isolation with my children and family, but I miss my other family, my band, my crew and my fans. Take care of yourselves and hope we can get the show on the road again soon. I’ll be performing a snippet from each album we were supposed to perform for the next few days. X❤️ #songsfromisolation #covid_19 #banwetmarkets #selfisolation #bryanadamscutslikeaknife #govegan🌱

Uma publicação partilhada por Bryan Adams (@bryanadams) a

“Hoje era suposto ser o início de uma série de concertos no Royal Albert Hall, mas graças a alguns sacanas gananciosos criadores de vírus, vendedores de animais em mercados, comedores de morcegos, o mundo inteiro foi posto em espera, isto sem mencionar os milhares que sofreram ou morreram do vírus”, escreveu o músico canadiano no Instagram. “A minha mensagem para eles, além de ‘muito obrigado, foda-se’, é que se tornem vegan.” O vídeo já foi visto por mais de 100 mil pessoas e recebeu algumas críticas nas redes sociais.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm
Novos talentos

AGENDA NiT