Música

Concertos, musicais e exposições: a festa dos 100 anos de Amália vai invadir Lisboa

A mais conceituada fadista celebraria o seu centenário este mês. A programação foi anunciada esta quarta-feira, 1 de julho.
A fadista faria 100 anos.

Amália Rodrigues nasceu a 1 de julho de 1920 no Fundão, mas só no dia 23 desse mês seria registada pelos pais. De qualquer forma, as celebrações do centenário da mais conhecida e conceituada fadista de sempre arrancam esta quarta-feira, dia 1, e prolongam-se até ao próximo ano.

A programação — que é extensa e diversificada — foi anunciada esta quarta-feira, 1 de julho. É neste mesmo dia que acontece um tributo feito por 100 guitarristas de várias gerações que irão tocar em conjunto nos Paços do Concelho de Lisboa.

O concerto vai ser transmitido online a partir das redes sociais da autarquia, da EGEAC e do Museu do Fado — no sábado, 4 de julho, será exibido pela RTP. Já no dia do aniversário oficial da fadista, 23 de julho, Camané e Mário Laginha atuam no Museu do Fado.

A dupla vai revisitar alguns dos temas mais famosos de Amália. “Maria Lisboa”, “Madrugada de Alfama”, “As Águias”, “Naufrágio” e “Gaivota” são alguns dos fados que poderão ser interpretados por ambos. O concerto será transmitido nas mesmas redes sociais.

Amália Rodrigues disse várias vezes que nasceu “no tempo das cerejas”, numa alusão às suas raízes familiares do Fundão, e este será o mote para um concerto especial que vai acontecer no Castelo de São Jorge, em Lisboa. 

O espetáculo “No Tempo das Cerejas”, com direção artística de Luís Varatojo, terá participações de Ricardo Ribeiro, Camané e Ana Moura. Serão acompanhados pela Orquestra Metropolitana de Lisboa, sob a direção do maestro Rui Pinheiro, e de um conjunto de músicos. Vai ser transmitido pela RTP a 30 de julho.

Entre 3 e 12 de setembro vai acontecer a Festa do Fado — a ideia é assinalar a reabertura das casas de fado com condições especiais para os visitantes. Mais de 100 artistas vão atuar durante estes dias — em performances transmitidas em streaming.

Já a 6 de outubro, quando se assinalam os dez anos da morte da fadista, será transmitido a partir da Casa de Amália Rodrigues na Rua de S. Bento, em Lisboa, um concerto com Sara Correia, Fábia Rebordão e Cuca Roseta.

Vai ainda ser produzida uma série documental de 12 episódios chamada “Fado”, de autoria do músico Paulo Valentim, que irá promover esta cultura musical na cidade de Lisboa. A programação completa — que inclui exposições, musicais e outras atividades — pode ser consultada no site da Fundação Amália Rodrigues.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

NiTfm

AGENDA NiT