Música

Dave Grohl e Bruce Springsteen juntaram-se a Paul McCartney em Glastonbury

Foi a primeira vez que o vocalista dos Foo Fighters apareceu publicamente após a morte de Taylor Hawkins.
O cantor levou os fãs ao delírio.

Paul McCartney deu continuação às celebrações do seu recente 80.º aniversário no palco do festival de Glastonbury, em Somerset, no Reino Unido, mas desta vez não estava sozinho. O ex-Beatle foi cabeça de cartaz do evento, este sábado, dia 25 de junho, e chamou Dave Grohl, vocalista dos Foo Fighters, e Bruce Springsteen para subirem ao palco com ele, em atuações que levaram os fãs ao delírio.

Apresentando-o como “o vosso herói da costa oeste americana”, McCartney chamou Grohl para interpretar ‘I Saw Her Standing There’, dos Beatles, e ‘Band On The Run’, dos Wings. Esta foi a primeira vez que o vocalista pisou um palco desde a morte de Taylor Hawkins, o baterista da sua banda, em fevereiro passado.

Logo a seguir, McCartney chamou um convidado “da costa leste”, Bruce Springsteen, com quem tocou ‘Glory Days’ (do “Boss”) e ‘I Wanna Be Your Man’ (dos Beatles).

Na canção final, “The End” dos Beatles, tanto Grohl como Springsteen voltaram ao palco para participar no seu showdown de guitarra e fechar o concerto da melhor maneira.

“Juro que nunca deixaria de estar aqui contigo, neste momento”, disse o vocalista dos Foo Fighters entre canções, depois de explicar que tinha ido a Glastonbury apesar de dois voos cancelados. 

Durante o concerto, McCartney apresentou ainda outro tipo de convidados — como tem feito em todos os espectáculos da sua atual digressão. Cantou “I’ve Got A Feeling”, acompanhado por áudio e vídeo isolado de John Lennon do filme “Get Back”. 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT