Música

Déjà-vu. Michael Bublé quer pôr fim à carreira para cuidar dos filhos

O cantor afastou-se da música em 2016 devido à doença do filho mais velho, mas regressou. Revela já não sentir a mesma paixão.
É autor de muitos hits.

Em 2018, o mundo parou quando Michael Bublé anunciou o final da carreira. Porém, tudo não passou tudo de um mal-entendido e o representante do cantor canadiano rapidamente desmentiu a notícia. Desta vez, porém, foi o próprio músico a revelar a sua intenção de retirar de forma definitiva para se dedicar aos filhos.

A revelação foi feita pelo artista canadiano num episódio do podcast Gaby Roslin, lançado a 4 de setembro. “Estou a chegar à conclusão que talvez possa ser simplesmente pai”, disse, acrescentando que já não sente a mesma paixão pela música.

Bublé tem quatro filhos com a atriz argentina Luisana Lopilato. O mais velho, Noah, enfrentou um cancro no fígado em 2016. Durante os dois anos que durou a batalha contra a doença, o artista esteve afastado da sua carreira. Atualmente com nove anos, Noah encontra-se saudável, porém, a intenção de Bublé passa agora por dedicar à paternidade a tempo inteiro.

“Tenho uma carreira incrível e tenho tido tanto sucesso… Mas sabe quão infeliz estou com tudo isto?”, acrescentou. “Só mostra que quem pensa que o dinheiro, o sucesso, ou algum tipo de fama melhoram tudo na vida… Quem acha que com isso vão encontrar clareza e felicidade verdadeira… Isso é treta.”

“BaBalu”, em 2001, foi o primeiro disco de Michael Bublé. “Everything”, “It’s a Beautiful Day”, “Home” e “Close Your Eyes” são alguns dos seus singles de sucesso. A suas versões de várias músicas de Natal são também das mais ouvidas no mundo nessa época do ano. O seu mais recente trabalho, “Higher”, foi lançado este ano e conta com 13 faixas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT