Música

Festival ao Largo está de volta ao Chiado com concertos e espetáculos de dança grátis

Após a mudança de local em 2020, o evento regressa ao Largo de São Carlos para a sua 13.ª edição.
O festival volta ao Largo de São Carlos.

Este ano, o Festival ao Largo regressa ao Largo de São Carlos, após uma alteração na edição de 2020, quando decorreu no pátio do Palácio Nacional da Ajuda, fruto da pandemia.

A 13.ª edição do evento acontece entre 9 e 29 de julho, às 21 horas. A entrada é gratuita, tal como o festival já nos tem vindo a habituar. À imagem do que aconteceu no ano passado, vai haver uma transmissão via streaming de espetáculos integrados na programação, através dos canais digitais do festival e do Millennium BCP.

O Festival ao Largo começa com a Orquestra Sinfónica Portuguesa (OSP), com “Batidas do Destino”, que conta com obras de Manuel de Falla e Beethoven. O meio-soprano Cátia Moreso e a maestrina Joana Carneiro apresentam-se a 9 e 10 de julho. Na semana seguinte, sexta-feira e sábado, a OSP volta a atuar, desta vez na sala principal do Teatro Nacional de São Carlos, acompanhada pelo coro do teatro.

Nos dias 12, 13, 14 e 15 de julho sobem ao palco o Ensemble Darcos, a Orquestra Sinfónica do Conservatório Regional de Artes do Montijo, um ensemble liderado pelo clarinetista António Saiote e Lusitania V.

Nos dias 22, 23 e 24, a Companhia Nacional de Bailado traz três espetáculos de dança ao Festival do Largo: “Shostakovitch Pas-de-Deux”, “O Canto do Cisne” e “In the Future”.

O Festival ao Largo 2021 encerra com o programa “Território IV”, que apresenta excertos de “Entity”, coreografado por Wayne McGregor e uma nova criação do coreógrafo Shahar Binyamini, cujo nome ainda não foi revelado.

No final, será exibida uma curta-metragem do realizador João Afonso Vaz, que será acompanhada por 12 jovens bailarinos provenientes de escolas de dança de todo o País.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT