Música

Há dois novos concertos confirmados no festival Jardins do Marquês

Com estes nomes, o evento abriu a bilheteira de dia 9 de julho. Até ao momento, há seis datas marcadas.
Yamandu Costa e António Zambujo.

A vontade antiga de subirem juntos ao palco foi finalmente concretizada, em 2023. O cantor português António Zambujo e o músico e compositor brasileiro Yamandu Costa deram vários espetáculos nos dois lados do Atlântico e, este ano, voltam a presentear o público com um dueto especial. São eles os cabeças de cartaz do dia 9 de julho do festival Jardins do Marquês, que abre assim uma nova data nesta que será a quarta edição do evento. 

“Após o concerto que juntou António Zambujo e Yamandu Costa, em Lisboa, na comemoração dos 200 anos de Independência do Brasil, a celebrar a harmonia entre dois povos numa simbiose de ritmos lusófonos, os dois artistas reúnem-se de novo, continuando a trilhar o caminho comum que os une”, refere a promotora Música no Coração.

António Zambujo é considerado um dos maiores autores e intérpretes de língua portuguesa da atualidade. Natural de Beja, cresceu a ouvir Cante Alentejano e acabou por se render ao fado, inspirando, contudo, um novo ciclo na música portuguesa. Mais tarde, criou uma forte ligação com o Brasil, colaborando com diferentes artistas, e assumindo a influência da Bossa Nova no seu trabalho. Em 2014, o álbum “Rua da Emenda (2014), tinha já algumas sonoridades da música brasileira. Em 2016, lançou “Até pensei que fosse minha”, disco de homenagem a Chico Buarque. 

Derrubou fronteiras, aproximando os dois países. Missão a que se juntou Yamandu Costa, músico muito elogiado pela crítica, que encanta plateias por onde passa. Com performances memoráveis — a solo, acompanhado por outros músicos ou com orquestras — transita por diferentes géneros musicais, “formando, juntamente com o seu violão de sete cordas, uma rara simbiose”, sublinha a organização.

No embalo de uma noite que promete encher as medidas de quem é fã de sonoridades brasileiras, a primeira parte do espetáculo será garantida por Toquinho, cantor, compositor e violinista brasileiro. Com quase 60 anos de carreira, é reconhecido pelas parcerias musicais com o poeta Vinicius de Moraes, mas também com Chico Buarque, Jorge Ben Jor e até com Elis Regina.

Tem vários discos destinados também ao público infantil. No início dos anos 80, lançou aquele que seria um dos maiores êxitos da sua carreira: “Aquarela“. Para este concerto, convidou Camilla Faustino, uma das vozes da nova MPB. 

“Desde a primeira edição que o festival celebra a melhor música cantada em português e a troca entre músicos lusófonos. Em 2024 não será diferente e a proposta para a noite de 9 de julho mostra isso mesmo”, refere a organização. Os bilhetes para 9 de julho já se encontram à venda. O valor varia entre 28€ e 50€ e pode adquiri-los online

Estes nomes juntam-se aos outros já divulgados para a próxima edição do Festival Jardins do Marquês. No dia 4 de julho, quinta-feira, poderá assistir ao espetáculo “Um Tom sobre Jobim”. A 5 de julho, sexta-feira, é a vez de Adriana Calcanhotto subir ao palco, precedida por Camané e Mário Laginha . Para 6 de julho, sábado, estão já confirmados três concertos, o de Nelson Freitas e Djodje, com uma primeira parte a cargo dos Tabanka Djaz e também Batida b2b Bong. No dia 7 de julho, domingo, é Patti Smith que sobe ao palco. Djavan é o cabeça de cartaz de dia 10 de julho, quarta-feira. 

Áudio deste artigo

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT