Música

Já há trailer para o novo (e poderoso) álbum visual de Beyoncé

“Black is King” vai ser lançado a 31 de julho. Aquilo que começou por ser algo associado a “O Rei Leão” tomou proporções maiores.
O disco vai sair a 31 de julho.

No ano passado, Beyoncé interpretou Nala na nova versão de “O Rei Leão”, que foi um dos filmes mais vistos do ano em todo o mundo (e também em Portugal). Em simultâneo, foi uma das principais responsáveis pela banda sonora, que foi compilada no álbum “The Lion King: The Gift”.

Um ano depois, vem aí o álbum visual “Black is King” — que irá estrear na plataforma de streaming Disney+ a 31 de julho. Originalmente, seria um complemento à banda sonora de “O Rei Leão”, mas ao longo deste ano tomou proporções maiores, até porque foi influenciado pelos protestos do movimento Black Lives Matter depois da morte de George Floyd. Agora já tem trailer.

“Os acontecimentos de 2020 tornaram a visão e mensagem deste filme ainda mais relevantes, enquanto as pessoas em todo o mundo têm embarcado numa viagem histórica”, escreveu a cantora na sua conta oficial no Instagram.

“Estamos todos à procura de segurança e luz. Muitos de nós querem mudança. Acredito que quando as pessoas negras contam as nossas próprias histórias, podemos mudar o mundo e contar a nossa história real de riqueza de alma geracional que não é contada nos livros de história. Com este álbum visual, eu queria apresentar elementos da história negra e tradição africana, com um twist moderno e uma mensagem universal, e o que significa verdadeiramente encontrar a tua própria identidade e construir um legado”, acrescentou.

O marido de Beyoncé, Jay-Z; a sua mãe, Tina Knowles-Lawson; e figuras públicas como Naomi Campbell, Lupita Nyong’o, Kelly Rowland e Pharrell Williams aparecem nesta obra. As gravações aconteceram em Los Angeles e Nova Iorque, nos EUA, mas também em Londres, no Reino Unido, e em países como a África do Sul e a Bélgica.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT