Música

Sara Carreira: PJ admite que o acidente foi provocado por excesso de velocidade

Os dados foram avançados este sábado pelo "Correio da Manhã" e baseiam-se nas mais recentes conclusões das autoridades.
São novos dados.

Este sábado, 14 de agosto, o “Correio da Manhã” avançou que o acidente que levou à morte trágica de Sara Carreira poderá ter sido provocado pelo excesso de velocidade em que seguia a viatura na noite de 5 de dezembro de 2020.

Segundo o jornal, o Ministério Público terá recebido as conclusões da GNR e da PJ durante esta semana, que indicam que o carro onde seguia a filha de Tony Carreira e o namorado, Ivo Lucas, seguia a uma velocidade “desadequada” tendo em conta as condições meteorológicas e da própria via.

O acidente aconteceu numa noite de chuva intensa, em que a visibilidade era reduzida e o piso estava escorregadio. Havia ainda outras viaturas na estrada, tudo circunstâncias que foram confirmadas pelas testemunhas ouvidas.

Sara Carreira morreu aos 21 anos na sequência de um grave acidente de carro na A1, que obrigou ao corte do trânsito na zona de Santarém. O acidente envolveu quatro veículos e provocou outros três feridos. A auto-estrada esteve totalmente cortada durante várias horas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

Novos talentos

AGENDA NiT