Música

Já pode ouvir os primeiros acordes da nova canção dos Coldplay

A banda britânica partilhou um teaser do novo tema nas redes sociais. A filha de Chris Martins também aparece nos créditos.
Finalmente.

Os Coldplay não lançam novas canções desde 2021, apesar de continuarem a dar alguns dos concertos mais incríveis, ecológicos e sustentáveis do mundo, como os que deram quando passaram por Coimbra, em maio do ano passado. Depois de três anos de espera, a banda britânica prepara-se para lançar um novo tema.

Esta sexta-ferira, 7 de junho, surpreenderam os fãs na sexta-feira, 7 de junho, ao divulgar o trecho do que parece ser uma nova canção. A data do lançamento ainda não foi anunciada, mas deverá fazer parte do próximo álbum do grupo, “Moon Music”.

No vídeo vertical, o vocalista Chris Martin aparece a cantar em frente a uma roda gigante, num parque de diversões. Na legenda da publicação, a banda apenas escreveu “First Time”, que deverá ser o nome do novo tema. 

O teaser também foi partilhado no YouTube. Apple Marin, filha do vocalista dos Coldplay, aparece nos créditos pela participação nos vocais de apoio. Será a primeira canção dos Coldplay desde o lançamento de “Music of the Spheres”, em 2021, álbum que apresentaram nos quatro concertos que deram no Estádio Cidade de Coimbra em 2023.

A digressão que passou por Portugal foi um verdadeiro “sucesso ecológico”, segundo os resultados divulgados no início de junho. Ao fim de dois anos de digressão e mais de uma centena de espetáculos, a pegada carbónica é 59 por cento menor do que a que foi gerada na digressão anterior, graças a algumas soluções criativas. Os dados deste relatório foram compilados pela empresa de sustentabilidade Hope Solutions e verificadas pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT).

Martin reconheceu que a meta seria difícil de atingir: “Apesar de todos os nossos esforços, a digressão ainda terá uma pegada carbónica significativa”. Contudo, os músicos prometeram que as emissões seriam compensadas com o apoio de projetos de reflorestação, conservação, energias renováveis e captura de CO2 — bem como a plantação de milhões de árvores, uma por cada bilhete vendido.

“Estamos felizes por informar que as emissões diretas de CO2 dos primeiros dois anos desta digressão foram 59 por cento inferiores às emissões da nossa digressão anterior em estádios (2016—17), numa comparação espetáculo a espetáculo”, anunciou a banda. “Gostaríamos de agradecer a todos que assistiram aos espetáculos e ajudaram a carregar as baterias nas bicicletas de energia e nas pistas de dança cinéticas.”

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT