Música

Jardim Sonoro: o festival de eletrónica (e não só) invade Monsanto este fim de semana

O antigo Lisb-On apresenta um cartaz de luxo no parque lisboeta. Ainda há bilhetes à venda — e alguns dão acesso ao backstage.
O Jardim Sonoro irá ocupar o Monsanto.

Depois de vários anos no Parque Eduardo VII, o festival de música eletrónica (e não só) Jardim Sonoro — que antes era o Lisb-On, embora já usasse o novo nome como slogan — muda-se para o Jardim Keil do Amaral, em Monsanto, também em Lisboa. O evento arranca esta sexta-feira, 9 de setembro, e prolonga-se até domingo, dia 11.

O cartaz mantém-se diverso e volta a ser de luxo em diferentes vertentes da eletrónica, mas também da música negra e sonoridades dançáveis no geral. Este ano, alguns dos principais nomes que se vão dividir pelos três palcos são Michael Mayer, Jeff Mills, Todd Terje, Jan Blomqvist, DVS1, Jazz Liberatorz ou Kamaal Williams.

O alinhamento inclui ainda atuações de Temudo & Vil, Amulador, Surma, Filipe Karlsson, Stckman, Sam The Kid (em modo DJ set), Rui Maia & Rai, Pedro Tenreiro, João Tenreiro, Alcides, Yakuza, Craig Richards & Nicola Lutz, Nuno Forte & DJ Ki, WhoMadeWho, Whosputo, John Player Special, Narciso, Zip, Steffi & Virginia ou Aquário Coletivo. Mas há vários outros nomes a explorar na programação que pode ser conhecida no site oficial do Jardim Sonoro.

Na sétima edição do festival, as portas vão abrir sempre pelas 14 horas. Na sexta-feira e sábado, só encerram às quatro da manhã. Já no domingo, a música prolonga-se até à meia-noite. Ainda existem bilhetes à venda

Os passes gerais custam 85€ (190€ para os que quiserem ter acesso ao backstage) e os ingressos diários ficam pelos 49€ (90€ com acesso aos bastidores). Aqueles que tiverem bilhetes de backstage podem usufruir de bar e casas de banho exclusivas, além de receberem uma T-shirt e um saco de pano.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT