Música

Jared Leto revela passado com drogas: “Muitos amigos próximos já não estão cá”

A relação do ator com os estupefacientes começou na infância. Deixou o vício quando teve "uma epifania".
O artista falou sobre o seu percurso com o vício.

“Já menti tanto [sobre a minha infância] que nem sei qual é a verdade”, contava Jared Leto numa entrevista à revista “Rolling Stone”, em 2016. A verdade é que apesar da personalidade excêntrica, dos prémios no cinema e da longa carreira musical, a vida pessoal do ator de 56 anos é, muitas vezes, um mistério.

O artista decidiu contar um pouco mais da sua história esta quinta-feira, 14 de setembro, numa entrevista ao programa de rádio “Apple Music 1”. Numa conversa com o apresentador Zane Lowe, refletiu sobre o seu uso precoce de drogas e desabafou sobre como deixou o vício.

“Desde muito pequeno que sei ao que cheira a erva. Lembro-me de passar por uns arbustos, quando estava para aí na quarta classe, e ter sentido o cheiro”, começou por contar Leto. “Disse aos miúdos que estavam comigo que alguém fumava erva. Perguntaram-me o que isso era.”

O vencedor de um Óscar revelou ainda que o consumo era tão “normalizado” que nunca recusou experimentar substâncias ilícitas. “Sempre me interessei pelas drogas, pela experiência, pelo risco”, continuou. A espiral só terminou quando percebeu que os estupefacientes o consumiam, bem como as pessoas à sua volta.

“Tive uma epifania. Havia dois caminhos que eu poderia percorrer. Optei por seguir um deles, mas tive muitos amigos próximos que o não fizeram, seguiram outro e já não estão por cá”, conclui o artista, reconhecido com o prémio de Melhor Ator Secundário, em 2013, no filme “O Clube de Dallas.”

Atualmente, Jared Leto está focado na sua carreira musical e lançou esta sexta-feira, 15 de setembro, o sexto disco com os Thirty Seconds to Mars. O álbum “It’s the End of the World But It’s a Beautiful Day”, já está disponível em todas as plataformas digitais e representa “um novo começo para o grupo”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT