Música

Kanye West acusado de assédio sexual por ex-assistente

Lauren Pisciotta alega que o músico lhe enviou mensagens e vídeos com “conteúdo explícito e racista”.

Kanye West continua a deixar atrás de si um rasto de controvérsia. Desta vez, terá que enfrentar as autoridades na sequência da acusação da sua antiga assistente Lauren Pisciotta, que acusa o ex-patrão de assédio sexual e de despedimento ilegal.

A norte-americana de 35 anos terá sido contratada em 2021 pelo artista para uma colaboração com a sua coleção de roupa, bem como apoio na criação do disco Donda. Começou aí a relação laboral que terá tido um final abrupto e, segundo Pisciotta, ilegal.

West terá pedido à influencer para apagar a sua conta no OnlyFans, com a promessa de um aumento de salário. Terá sido a partir daí que a relação se tornou mais complicada.

O artista começou a enviar-lhe “mensagens vulgares” e “vídeos que continham conteúdo racista e explícito”, denuncia a antiga assistente. West também se masturbou durante várias chamadas de vídeo, acrescenta.

Pisciotta alega que West estava “obcecado” com o tamanho dos pénis dos seus ex-namorados. Acabaria por ser despedida em outubro de 2022, sem receber a indemnização de três milhões de euros a que teria direito. O músico negou dar qualquer resposta às alegações.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT