Música

Maria Carolina venceu uma batalha com muito talento e “amizade entre todas”

A jovem de 14 anos sagrou-se vencedora dos duelos do "The Voice Kids". Apesar dos nervos, a sua prestação destacou-se.
A concorrente venceu as batalhas.

Logo nas provas cegas conquistou os jurados, com o tema “Primavera”, dos The Gift. Contudo, a vontade de Maria Carolina Pinto foi tanta, que a jovem acabou por cantar mais duas canções — uma delas com o pai e outra com Nininho Vaz Maia, o jurado sortudo que a levou para a sua equipa.

Carolina, residente na Charneca da Caparica e com apenas 14 anos, avançou para as batalhas com muitos elogios do júri — “que voz tão bonita”, “não se ouve muito esta voz quente e tão grave”. “Pode ser uma das vencedoras do The Voice Kids”, realçou Bárbara Tinoco. Seguiu com confiança para a próxima fase e tudo indicava uma atuação igualmente especial.

No último domingo, a 16 de junho, Leonor P. Silva, Beatriz Duarte e Carolina cantaram “Andorinhas”, de Ana Moura, numa escolha que revelou estar fora da zona de conforto da concorrente. “Fiquei em choque quando soube que esta seria a música. Não é, de todo, o meu estilo”, conta a jovem em entrevista à NiT.

Como se não bastasse um tema ao lado das preferências da concorrente, os nervos também não deram tréguas. “Tinha estado doente nos dias anteriores, quase nem falava, então foi muito complicado lidar com isso.” Apesar das dificuldades, Cuca Roseta e Carlão admitiram que a sua escolha seria a Carolina. O mentor, Nininho, seguiu o mesmo caminho.

“Sempre disse que a Carolina tem muito talento e sempre achei que fosse passar”, afirmou Leonor, a adversária, depois dos resultados. “Fico muito contente por estar aqui e fico muito feliz pela Carolina e por todas nós”, afirmou Beatriz, a outra concorrente.

O afeto e a solidariedade entre as concorrentes são elogiados todos. A apresentadora, Catarina Furtado, destaca a união entre o trio. “Vou reiterar o que sempre tenho dito, estamos a competir, mas é como se não estivéssemos. Apoiamo-nos mutuamente. Ainda hoje me enviaram mensagens de parabéns. É muito bonito”, sublinha Carolina.

A jovem não esconde a influência do pai, Ricardo Pinto, na sua jornada musical. Nas audições às cegas cantaram juntos, mas os duetos já eram habituais. “O meu pai está na música desde que nasci, sempre fui aos seus concertos”, afirma, reconhecendo que seria inevitável não se apaixonar por esse universo.

Ricardo optou por género musical diferente do de Carolina, mas a filha admite que o pai sempre lhe deu dicas e a ajudou a compreender “um pouco mais desse mundo”. Contudo, a concorrente não consegue eleger um estilo preferido — “opto por músicas mais calmas, gosto especialmente de temas acompanhados pelo piano”, diz. E quanto à referência de eleição não tem dúvidas: “é o Fernando Daniel”.

Chegou a andar na Academia de Almada, pouco menos de dois anos, mas não era bem o estilo que procurava — “puxa mais para o coro e para o lírico” e Carolina sabe que não é isso que procura.

Independentemente da sua trajetória no “The Voice”, a concorrente está determinada a seguir uma carreira musical. “Quero aproveitar, divertir-me. Acredito que o concurso pode ser uma boa experiência para começar e para me abrir portas, mas não uma oportunidade para ficar triste se não avançar mais”, conclui.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT