Música

Músico português ganhou mais de 40 mil euros num concurso promovido por Imagine Dragons

Nuno Casais, de Esposende, partilhou no seu canal de YouTube um cover de "Wrecked" e saiu vitorioso.
Tem 44 anos.

Por vezes, o reconhecimento internacional vem quando menos esperamos, nas alturas mais incertas das nossas vidas. Foi isso que aconteceu com Nuno Casais, um músico de Esposende que saiu vitorioso de um concurso de covers organizado pelo grupo norte-americano Imagine Dragons, que conta com vários sucessos mundiais como “Radioactive” e “On Top of The World”.

Recentemente, a banda lançou um novo álbum, “Mercury – Act 1”, e foi com um tema deste mesmo projeto, “Wrecked”, que Nuno Casais venceu a competição, onde participaram, no total, 120 concorrentes. Levou para casa 50 mil dólares (aproximadamente 43,460 mil euros).

Foi com a pandemia que Nuno Casais se estreou no meio da Internet, criando um canal do YouTube onde publicava os seus covers de vários artistas. Fazia também várias atuações em direto. Graças a isto, os subscritores começaram a subir, contando atualmente com 1,87 mil subscritores (e o número está a subir cada vez mais). Começou a monetizar o canal e com o dinheiro que foi ganhando comprou novo material para melhorar a qualidade sonora da música.

“Foi uma boa alternativa para o facto de ter ficado sem trabalho, fechado em casa, e foi o que me ajudou a impulsionar o canal do YouTube, já consigo ganhar algum dinheiro com isso. Basicamente cerca de 70 por cento do que faço gira à volta de versões feitas com o meu cunho próprio”, explica ao jornal “O Minho”.

Quanto a “Wrecked”, que o tornou vitorioso no concurso, foi uma questão de sorte, pelo menos é assim que Nuno Casais o descreve. Conta ao jornal que, como a filha é fã do grupo, decidiu fazer dois covers, mesmo antes do concurso ser anunciado. “Eu nessa altura tive sorte – porque não foi mais nada do que sorte – de ter tido a ideia de pegar naqueles temas e fazer dois ‘covers’ dentro daquilo que eu faço, que é livelooping.”

Quando o grupo anunciou esta competição, só teve de fazer upload das músicas já gravadas. “Tive o apoio massivo da minha zona [na votação], a palavra foi espalhando e foi muito gratificante ver o apoio das pessoas. Acho que esse é que é o verdadeiro prémio, e não o dinheiro”, adianta.

O artista já tem planos para os 43 mil euros que ganhou: doar uma parte a uma instituição de caridade, apoiar e incentivar os estudos da filha, comprar coisas pequenas que sejam necessárias no dia a dia, e comprar material para quando regressar novamente à estrada. Pretende também gravar um novo álbum de originais.

“Houve uma grande lição que aprendi, isto relacionado com as redes sociais, porque um sujeito de 44 anos não costuma dominar estas tecnologias, e eu consegui fazer delas uma ferramenta de trabalho, onde tive de investir, arriscar, porque, como lhe digo, este é o meu emprego, e fiquei sem ele na pandemia. Um sítio onde podia pelo menos manter a sanidade mental e continuar a trabalhar naquilo. Sei fazer outras coisas, mas não sou feliz a fazê-las, e aos 44 anos ainda menos”, confessa Nuno Casais.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT