Música

“Ni de coña”. O hilariante concerto de Taylor Swift em Madrid

A cantora norte-americana não atuava na cidade há cerca de 13 anos. O espetáculo foi visto por 72,400 fãs.
Atuou para mais de 70 mil fãs.

Tal como já é habitual, houve muito espaço para humor no concerto de Taylor Swift na noite desta quarta-feira, 29 de maio, em Madrid. Um dos momentos mais hilariantes decorreu durante a apresentação do hit “We Are Never Ever Getting Back Together”.

Kam, um dos dançarinos, gritou “Ni de coña” no microfone da performer. Em Portugal, na segunda-noite a 25 de maio, foi este mesmo músico que disse “nem que a vaca tussa” no palco do Estádio da Luz, um momento que se tornou viral nas redes sociais.

Desta vez, a casa do Real Madrid encheu-se de jovens que há anos esperavam para ver a cantora. A última vez que Taylor atuou na cidade foi há cerca de 13 anos, com a tour do álbum “Speak Now”, o seu terceiro disco.

O recinto estava ainda mais cheio quando comparado com o de Lisboa, visto que a capacidade é maior. Enquanto o Estádio da Luz recebeu cerca de 64 mil fãs, o espetáculo em Espanha foi visto por 72,400 swifties.

A cantora de 34 anos ficou rendida ao público espanhol, algo que, curiosamente, acontece em todas as cidades que passa. “Tocar aqui está a ser uma experiência mágica”, disse durante um dos seus emocionantes discursos.

Outro dos momentos altos do concerto foi a ovação do público após Taylor tocar “Champagne Problems”, algo que já se tornou num padrão na Eras Tour. Os fãs aplaudiram durante cerca de dois minutos. Em Portugal, os aplausos duraram três minutos. Mesmo assim, a cantora ficou aparentemente tocada pelo momento.

A digressão mundial passa por toda a carreira da cantora. Cada época é representada por outfits e personalidades distintas: o romance de “Lover”, o dourado inocente de “Fearless”, os bucólicos “Folklore” e “Evermore”, o arrojado “Reputation”, os vestidos de princesa do “Speak Now”, a paixão do “Red”, a agitação da metrópole em “1989”, a raiva e a depressão de “The Tortured Poets Departament” e, por último, o brilho e o glamour de “Midnights”, que encerrou a noite com “Karma”, um single bem ao estilo pop animado de Taylor.

Também houve tempo para um dos momentos mais esperados da noite: as canções surpresa. Na primeira noite em Madrid, interpretou “Sparks Fly” e “I Can Fix Him (No Really I Can)” na guitarra e “I Look in People’s Windows” e “Snow On The Beach” no piano.

Antes disso, Swift brincou com o público. “Hoje sou só eu”, disse. Isto porque muitas pessoas começaram a criar teorias que afirmavam que Lana Del Rey iria aparecer no concerto para cantar com Taylor, visto que ambas estão em Madrid, são amigas e trabalharam juntas neste último tema.

A performer norte-americana, que se tornou multimilionária graças à Eras Tour, vai dar mais um concerto na cidade espanhola esta quinta-feira. Depois, parte para Lyon, em França, para mais dois espetáculos a 2 e 3 de junho.

Carregue na galeria para ver algumas fotografias da apresentação de Taylor Swift em Madrid.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT