Música

Novo documentário sobre Britney Spears revela que até as suas conversas eram gravadas

Há cada vez mais revelações a serem feitas por quem contactou de perto com a cantora nos últimos anos.
O caso está cada vez mais complexo.

Foi a 22 de fevereiro, depois de já estar a ser tema de debate há algumas semanas, que o documentário “Framing Brtiney Spears” chegou a Portugal. Agora há novas revelações a serem feitas, num novo documentário que estreou nos EUA na sexta-feira, 24 de setembro, na FX e na Hulu.

O documentário focava-se na história de Britney Spears ao fim de mais de 20 anos desde que se tornou uma estrela mundial da música pop, mas sobretudo na disputa legal que travava já então para recuperar o controlo sobre a sua fortuna e carreira.

O novo “Controlling Britney Spears”, realizado por Samantha Stark, é resultado, tal como o  anterior, de uma parceria com “The New York Times” e revela mais detalhes sobre o contexto de controlo apertado em que a cantora tem vivido.

A produção inclui entrevistas a várias figuras do círculo próximo da cantora, incluindo funcionários que tinham assinado acordos para não divulgarem informações. Felicia Culotta, antiga assistente de Britney Spears, e Tish Yates, durante vários anos responsável pelo guarda-roupa da cantora, estão entre as pessoas entrevistadas. Há relatos que dão conta do clima de intimidação para que detalhes sobre a situação de Britney Spears não fossem discutidos.

O “The Hollywood Reporter” realça que a cantora terá tido mesmo conversas suas gravadas e monitorizadas. A cantora não tinha também poder de decisão sobre a sua medicação. Esta era entregue em envelopes e tomada sob supervisão.

O documentário abre com o testemunho da própria Britney Spears à justiça, a 23 de junho, altura em que pela primeira vez abordou publicamente várias questões em torno da sua vida. Entre os entrevistados, esse momento terá sido fulcral para levar a que fossem revelados ainda mais pormenores.

Em 2008, por se considerar que Britney Spears não estava mentalmente sã o suficiente para poder gerir o seu dinheiro e carreira, todo o seu património passou para o pai, que ficou enquanto tutor legal por tempo indefinido.

Mais recentemente, já após o caso ter causado escândalo, surgiram cada vez mais vozes de apoio à cantora para que esta pudesse, após estes anos, retomar as rédeas da sua fortuna e fama. O próprio pai de Britney Spears, no centro de muitas das críticas, já pediu para deixar de ser o tutor legal.

 

 

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT