Música

O Festival MIL está de volta — e desta vez vai acontecer no Hub Criativo do Beato

Vai poder assistir a 50 concertos de artistas de todo o mundo, bem como a debates sobre o futuro da cultura.
Haverá 50 concertos.

O MIL é um festival que se foca em música emergente, apostando em artistas que escapam às fórmulas comerciais pré-estabelecidas. Em 2021, o festival muda de espaço, passando do Cais do Sodré para o Hub Criativo do Beato, também em Lisboa, entre 15 e 17 de setembro.

Os destaques da programação artística do MIL incluem Carla Prata, uma artista luso-angolana residente em Londres que faz a sua estreia nacional; YNDI, compositora franco-brasileira que é uma das maiores apostas do mercado de música francesa para o próximo ano; Naima Bock, baixista de Goat Girl; Queralt Lahoz, que junta rap, flamenco, R&B e a copla num estilo musical único; Dino Brandão e EU.Clides, dois nomes de destaque na nova sonoridade do pop que se está a formar; Faux Real, um duo que junta o punk ao disco; e Kelman Duran, um produtor dominicano. Contudo, estes são apenas alguns dos 50 concertos que poderá ver no Hub Criativo do Beato.

Nesta nova edição, o MIL vai contar com duas residências artísticas: a primeira junta as espanholas Tarta Relena aos portugueses Lavoisier. A segunda une o produtor Pedro da Linha ao músico Álvaro Romero. Estas residências vão dar origem a duas performances no festival.

O evento também inclui masterclasses, workshops e debates na convenção do MIL, cujo tema fulcral é o futuro da cultura, bem como a transformação digital. Aqui, serão abordados diferentes tópicos relacionados com estas temáticas, como a soberania digital, as políticas do streaming, os direitos de autor, a crescente concentração levada a cabo pelas grandes empresas tecnológicas e as narrativas de resistência e de denúncia que neste espaço se desenvolvem. Será também debatida a importância de proteger e preservar os setores da música ao vivo e de todos os seus intervenientes.

Os bilhetes para o MIL variam entre três tipos: o primeiro custa 70€ e dá-lhe acesso aos concertos, convenção e base de dados profissionais; o segundo tem um custo de 25€ e dá-lhe acesso a todos os concertos destes três dias de festival; o último é reservado aos estudantes e custa 35€, dando-lhe acesso aos concertos e à convenção.

Pode comprar o seu bilhete (e encontrar informações adicionais) no site do festival.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT