Música

Fados, eletrónica e cinema: o festival Banhos Velhos promete noites quentes de cultura

O evento é de entrada gratuita e regressa à vila das Caldas das Taipas, em Guimarães, a partir de junho.
O verão vai ser ainda melhor.

O Banhos Velhos é um grande marco da vila das Caldas das Taipas, em Guimarães. Foi construído em 1753, restaurado em 2010 e tornou-se num espaço de cultura e lazer com programação especial durante as estações mais quentes. É ali que decorre um dos maiores festivais da cidade.

Nesta terça-feira, 16 de abril, foram anunciados os artistas que por lá atuarão entre junho e setembro. No primeiro mês vai poder ver atuações do duo Best Youth e do DJ Moullinex. Em julho, sobem ao palco ZEN e Máquina. Em agosto, os Conjunto Corona vão apresentar o seu mais recente álbum “Estilvs Misticvs”, seguindo-se a já tradicional noite de fados com o Grupo de Fados da Vila. Os Capitão Fausto vão encerrar a temporada musical de 2024 com um espetáculo em setembro.

O festival também dá palco a filmes populares que serão transmitidos em sessões ao ar livre, nomeadamente “Perfect Days”, “Anatomy Of A Fall”, “Past Lives” e “The Iron Claw”. Há, portanto, alguns nomeados aos Óscares.

Ao longo dos quatro meses de programação também haverá iniciativas de carácter educativo como visitas guiadas noturnas e diurnas, noite de astronomia, uma oficina de cerâmica, workshop de escrita criativa e tertúlias ligadas ao cinema e à música.

Os anos podem passar, mas o objetivo do Banhos Velhos mantém-se: “Descentralizar a cultura e dar acesso a todas as iniciativas de forma livre”. Esta vai ser uma “temporada cultural com atividades para todos os públicos, naquele que é um local com uma mística muito própria. Aqui todos cabem e todos têm as portas abertas para ver algo com que se identifiquem ou serem confrontados com o inesperado”, explica José Gomes, um dos organizadores.

Áudio deste artigo

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT