Música

Primavera Sound testou concerto sem distanciamento social — e não houve nenhum surto

Foram usadas máscaras, desinfetante e foram feitos testes. O objetivo é demonstrar como as salas de espetáculo podem não ser locais de risco.
Aconteceu em dezembro (a imagem é ilustrativa).

Foi em dezembro que o festival Primavera Sound, de Barcelona, em Espanha, fez uma experiência em coordenação com várias organizações de saúde. Juntos organizaram um mini festival, com várias atuações, para testarem uma série de medidas de segurança.

A sala tinha capacidade para 1600 pessoas e houve mil voluntários que decidiram participar. 463 assistiram às performances, enquanto os restantes 496 ficaram num grupo de controlo, sem acesso ao espaço.

Naquele dia, todas as pessoas que participaram tiveram de usar máscaras, desinfetar frequentemente as mãos, mas não tiveram de praticar o distanciamento dentro da sala. Ao mesmo tempo, foram feitos testes rápidos para despistar eventuais infeções por Covid-19.

Uma semana depois, os mil participantes fizeram um segundo teste rápido. Dos 463 que assistiram aos concertos, nenhum estava infetado. No grupo de controlo de 496 pessoas foram identificados dois casos positivos — o que reflete, também, os contágios que podem acontecer na vida comum das pessoas.

Assim, a organização espera concluir que assistir a um concerto numa sala de espetáculos, com todas estas medidas de segurança, seja algo seguro e de baixo risco de contágio. A experiência durou cinco horas.

“Assistir a um concerto com uma série de medidas de segurança, que incluíram um teste antigénio negativo feito naquele dia, não levou a um aumento de infeções por Covid-19. Esperamos que estas conclusões ajudem a salvar os concertos durante a pandemia de Covid-19”, disseram os autores da experiência.

Na semana passada, um estudo realizado na Alemanha concluiu que o risco de contágio em concertos — com várias medidas de segurança — é mínimo. Em Portugal, as promotoras dos festivais já iniciaram uma série de encontros com o ministério da Cultura para que os grandes eventos possam acontecer este ano, ainda que sob fortes restrições.

Na Nova Zelândia, país onde não há qualquer caso de Covid-19 há vários meses, os festivais de verão regressaram em força nas últimas semanas. Vários eventos reuniram milhares e milhares de pessoas sem distanciamento nem máscara — porque já não há qualquer risco.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT