Música

Primeira Feira Nacional de Vinil de Benfica vai ter mais de 20 expositores

Poderá encontrar as últimas novidades, acessórios ou peças que fazem falta ao gira-discos e as raridades que nunca esperaria encontrar.
É a primeira edição do evento em Benfica.

É quase uma questão de teimosia insistir no universo do vinil, quando cada vez mais existe o acesso fácil, rápido e leve a praticamente todas as músicas que existem no mundo. As plataformas digitais vieram revolucionar a maneira como se ouve o último single da banda do momento, ou o primeiro álbum do artista de há 50 anos. 

Mas a verdade é que colecionar os clássicos discos de 33, 45 ou 78 rotações é uma paixão que chega a cada vez mais pessoas — curiosamente, conquistando grande parte da das gerações mais novas. Caso faça parte deste mundo e queira acrescentar um ou outro álbum à coleção, não pode perder a 1.ª Feira Nacional de Vinil de Benfica.

Durante os dias 29 e 30 de junho, nos Jardins do Palácio Baldaya, vai poder conhecer cerca de 20 expositores com vários estilos de música, de várias décadas e dos mais variados artistas. A partir das 12 horas de sábado, vai ser possível explorar todos os discos, LPs, singles e raridades, até às 20 horas de domingo. Existem também acessórios e peças para quem tem o gira-discos em baixa forma, ou até mesmo leitores de vinis por estrear.

O palácio Baldaya deve o seu nome a Maria Joana Baldaya que residiu, entre 1840 e 1859, no que antes fora a quinta do Desembargador Manoel Ignacio de Moura. A partir de 1890 funcionou como hospedagem e, em 1908, o Estado adquire o edifício para instalar o Laboratório de Patologia Veterinária e Bacteriológica. Em 2015, foi cedido pela Câmara Municipal à Junta de Freguesia, que aqui sediou um pólo cultural.

Áudio deste artigo

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT