Música

Produtora responsável pelos concertos de Taylor Swift no Brasil alvo de 30 processos

A organização da T4F tem sido arrasada com críticas, que dispararam com a morte de uma das fãs da artista num dos espetáculos.
A cantora vem a Portugal para o ano.

Os concertos de Taylor Swift ainda não acabaram em solo brasileiro, mas já renderam muitas críticas e processos à produtora Time for Fun (TF4). A cantora irá atuar durante este fim de semana em São Paulo, antes de voar para o Japão, onde estão agendadas as próximas datas da “Eras Tour”.

A TF4 ficou responsável pela organização dos concertos de Swift no Brasil, mas a passagem está a ser marcada por muitas críticas. A empresa já somará cerca de 30 ações judiciais de clientes que “pedem indemnizações por danos morais e materiais”, devido aos problemas que marcaram os últimos espetáculos no Rio de Janeiro.

Dezenas de pessoas queixam-se da proibição da entrada com garrafas de água, ou copo reutilizáveis, face à sensação térmica de 60 graus sentida naqueles dias. O segundo dia de concertos no Rio ficou marcado pela morte da estudante de psicologia Ana Clara Benevides, que sofreu uma hemorragia pulmonar, devido ao golpe de calor.

A jovem chegou à fila do Estádio Nilton Santos, palco do evento, por volta das 11 horas da manhã. Quando entrou no recinto, onde estavam mais de 60 mil pessoas, já eram quase 20 horas, foi confrontada com uma temperatura extrema, segundo os bombeiros.

Benevides chegou a ser reanimada ainda no estádio, durante 40 minutos, revelou o enfermeiro Thiago Fernandes ao jornal “Folha de São Paulo”. Porém, a caminho do Hospital Municipal Salgado Filho, teve uma segunda paragem que se revelou fatal.

Ao todo, foram contabilizados cerca de mil desmaios durante o concerto de Taylor Swift. Nas redes sociais, os fãs juntaram-se para reclamar das condições do local que acolheu a “Eras Tour”, nomeadamente o calor excessivo e a proibição de entrada com garrafas de água.

A produtora pronunciou-se esta quinta-feira, 23 de novembro, pela primeira vez e admitiu que poderiam “ter tomado algumas ações alternativas, adicionais a todas as outras” que fizeram, “como, por exemplo, criar locais de sombra nas áreas externas, alterar o horário dos shows inicialmente programados, enfatizar mais a permissão de ingressar com copos de água descartáveis”.

“Infelizmente, pela primeira vez em mais de 40 anos de atuação, tivemos uma fatalidade num evento organizado pela Time for Fun. Estamos absolutamente desolados, muito tristes com a perda da jovem Ana Clara”, disse o diretor-geral da produtora, Serafim Abreu.

Taylor Swift está a percorrer o mundo com a sua “Eras Tour”, um espetáculo com uma duração de aproximadamente três horas, que tem batido todos os recordes — saiba mais neste artigo da NiT. Vale a pena recordar que a cantora vai dar dois concertos em Portugal, nos dias 24 e 25 de maio de 2024, no Estádio da Luz, em Lisboa.

Leia também a crónica de Nuno Bento sobre a vinda da artista norte-americana a Portugal.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT