Música

Quem recebeu a vacina da AstraZeneca não pode assistir a concertos de Bruce Springsteen

O cantor só vai permitir a entrada de fãs a quem tenha sido administrada uma vacina. E apenas das que estão aprovadas nos Estados Unidos.
Está de volta, mas só para alguns.

Há boas e más notícias para os fãs de Bruce Springsteen. A boa é que o Boss vai voltar a dar concertos ao vivo. A má é que nem toda a gente vai poder assistir. E o problema não tem nada que ver com a capacidade da sala na Broadway, nos Estados Unidos, mas antes com uma questão de vacinas.

Quem recebeu a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19 não poderá comprar bilhete para os espetáculos do cantor, que regressam já no próximo dia 26 de junho. Isto porque esta vacina ainda não faz parte do lote de aprovadas nos Estados Unidos. E quem ainda não foi vacinado nem sequer precisa de se dar ao trabalho de tentar marcar um lugar para voltar a ver o Boss, explica o jornal britânico “The Guardian”.

Para entrar nos espetáculos, os fãs do músico terão de provar que receberam, pelo menos, uma dose de uma das três vacinas que estão aprovadas nos Estados Unidos: a da Pfizer, daModerna ou da Johnson & Johnson. Como a vacina da AstraZeneca ainda não foi aprovada pela FDA, os fãs que tenham recebido esta vacina não poderão entrar.

O espetáculo Springsteen on Broadway acontece no St James Theatre, em Nova Iorque, e é apresentado como uma “noite intimista com Bruce, a sua guitarra, o seu piano e as suas histórias”.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT