Música

Ruth Slenczynska: pianista vai lançar novo álbum para celebrar 90 anos de carreira

Considerada um prodígio, é a última aluna viva do famoso pianista, Sergei Rachmaninov. Continua a dar concertos aos 97 anos.
Pianista começou a tocar com quatro anos.

A pianista norte-americana celebrou 97 anos de idade este sábado, 15 de Janeiro, marcando um astronómico marco de 90 anos de carreia, que começou nos anos 20. Para lembrar a ocasião, Slenczynska anunciou que ia rescindir contrato com a produtora Decca Classics, com quem trabalhava desde 1960 e lançar um álbum a solo em março, “My Life in Music”.

Sobre o novo álbum Slenczynska contou: “Quem ouviu falar de um pianista da minha idade a fazer outro álbum? A música destina-se a trazer alegria. Se a minha ainda traz alegria às pessoas, então está a fazer o que é suposto fazer.”

Nascida na Califórnia em 1925, Slenczynska é filha de imigrantes polacos. Fez a sua estreia a tocar num concerto com apenas quatro anos de idade, e um ano mais tarde, apresentou uma obra de Beethoven na televisão.

Aos seis anos, Slenczynska estreou-se na Europa, em Berlim, e agora 92 anos mais tarde, esta lendária intérprete continua a encantar o público em todo o mundo com os seus dotes musicais. A nonagenária é considerada a última aluna viva do compositor-pianista Sergei Rachmaninov.

Pensa-se que a jovem pianista chegou a tocar no lugar do músico depois deste se ter lesionado. Segundo contam fontes próximas, os dois bebiam frequentemente chá juntos e, até hoje, Slenczynska usa um colar Fabergé que Rachmaninov lhe ofereceu.

Ruth também tinha ligações com um outro compositor, o americano Samuel Barber, e ouviu o seu famoso “Adagio for Strings” antes mesmo de a obra ter título. Slenczynska chegou a atuar para quatro presidentes dos Estados Unidos, incluindo um dueto de Mozart com o Presidente Harry S. Truman, e tocou também na tomada de posse do Presidente John F. Kennedy.

Durante o confinamento, a pianista publicou vídeos no YouTube a tocar sonatas de Beethoven para celebrar o 250º aniversário do compositor alemão. Um dos vídeos soma mais de 60 mil visualizações.

Apesar da idade, a pianista ainda é uma artista ativa e recentemente tocou no Chopin International Festival and Friends em outubro, na Embaixada da Polónia em Nova Iorque. A 6 de fevereiro, vai celebrar o 97º aniversário com um recital no Lebanon Valley College, Pensilvânia.

O novo álbum da norte-americana, “My Life in Music”, explora a música de Chopin, um compositor que teve uma forte influência na infância da jovem pianista. O álbum também apresenta música de compositores como Debussy, Grieg e Bach.

Slenczynska contou que era obrigada pelo pai, Josef Slenczynski, um hábil violinista, a praticar os 24 Études de Chopin antes do pequeno-almoço, todas as manhãs. Mais tarde, ganhou reputação como uma das mais célebres intérpretes Chopin do seu tempo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT