Música

Shakira vai ser julgada por fraude fiscal — e arrisca pena de prisão de oito anos

A cantora é acusada de ter simulado que não residia em Espanha e de fuga ao fisco no valor de 14,5 milhões de euros.
Shakira (Photo by Kevin Mazur/WireImage)

A cantora colombiana Shakira vai ser mesmo julgada por acusações de fuga ao fisco no valor de 14 milhões de euros, entre 2012 e 2014. A decisão de levar a artista a julgamento foi anunciada por um tribunal espanhol esta terça-feira, 27 de setembro.

Em julho, os procuradores do Ministério Público de Barcelona avançaram que iriam pedir uma pena de prisão de oito anos e dois meses e uma multa de 23,7 milhões de euros. Como, segundo a acusação, no período da alegada infração, Shakira já vivia em Barcelona com o futebolista Gerard Piqué, ex-companheiro, teria de assumir os encargos fiscais de um cidadão espanhol. No início da investigação, a responsável por hits atemporais como “Hips Don’t Lie” e “Whenever, Wherever” afirmou, contudo, que nessa época tinha residência fiscal nas Bahamas, país conhecido pela sua legislação tributária favorável aos investidores estrangeiros.

Ainda não há data para o início do julgamento, mas segundo o jornal espanhol “El País”, ainda existe a possibilidade de a artista chegar a acordo com o fisco espanhol e evitar assim a ida a tribunal. Os advogados da cantora já reagiram declarando que “a ordem para prosseguir com a audiência oral” era esperada e que serão apresentados “os seus argumentos no momento apropriado”. Shakira continua a negar qualquer infração e fuga ao fisco, afirmando não dever nada à administração fiscal espanhola.

“Estou confiante que tenho provas suficientes para apoiar o meu caso e que a justiça prevalecerá a meu favor”, afirmou a colombiana numa entrevista publicada na semana passada na revista “Elle”.

A trama judicial começou em 2018, quando a Autoridade Tributária espanhola revelou as primeiras suspeitas de que a artista teria defraudado o estado em 14,5 milhões de euros, valores correspondentes ao período de 2012 a 2014. Em causa, estava o facto de Shakira ter alegado que não residia em Espanha — e assim escapar aos impostos. A artista defendeu-se com a sua preenchida agenda e revelou que permaneceu menos de 184 dias no país, o que a livraria da obrigação de ali pagar impostos. Com ou sem razão, a verdade é que em 2015, a cantora alterou a sua morada fiscal das Bahamas para Barcelona, onde residia com o então marido, Gerard Piqué.

Shakira e o futebolista conheceram-se em 2010, nos bastidores da gravação do tema “Waka Waka”, música oficial do campeonato mundial de futebol. Um ano depois, anunciavam publicamente a relação. Segundo fontes próximas do casal, citadas pela imprensa cor-de-rosa da Catalunha, a relação estava já desgastada e Piqué terá mesmo iniciado uma nova relação, extraconjugal, com uma jovem de 22 anos.

O escândalo rebentou após o anúncio da separação e terá tido origem em pessoas próximas de Shakira, o que irritou o futebolista — que inclusivamente terá negado dois pedidos da colombiana para reatarem, antes do comunicado oficial. Leia também este artigodna NiT sobre o final atribulado da relação entre os dois.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT