Música

Spotify fartou-se e já não quer o podcast de Harry e Meghan

A empresa está à procura de novos produtores para o programa do casal real, depois de não terem lançado novos capítulos em 2021.

A estreia foi feita com toda a pompa que se exige a uma família de sangue azul. No Natal de 2020, Harry e Meghan Markle revelavam no Spotify o primeiro episódio do seu podcast, nascido de um contrato milionário com a plataforma. Nele, o filho Archie fazia a sua primeira estreia pública, ao desejar um Bom Ano Novo, a par de convidados como Elton John, James Corden ou Naomi Osaka.

Era um arranque promissor, com um conjunto de estrelas a que só seria possível aceder graças à fama do ex-casal real tinha. Só que, de lá para cá, mais nenhum episódio foi lançado — e o contrato de mais de 20 milhões de euros parece ter sido um fracasso para a plataforma de streaming de música.

O casal prometera mais episódios. Os responsáveis do Spotify revelaram esperar uma série completa em 2021, mas, até ver, nada mais surgiu na página da Archewell Audio. Nem mesmo depois da contratação, em julho, de uma produtora especialista em podcasts, com a empresa a referir que estava “ansiosa por partilhar novos conteúdos em 2021”. Talvez por isso a companhia tenha decidido tentar mudar o rumo das coisas.

Alguns dos mais recentes anúncios publicados pela Spotify revelam que a empresa está à procura de novos produtores para trabalharem em exclusivo com a Archewell Audio. “Estamos a preparar uma equipa que irá projetar e lançar um novo programa original com a Archewell que terá a participação de mulheres com elevado perfil”, pode ler-se.

“O produtor sénior estará envolvido em todos os passos do programa, incluindo o desenvolvimento, pesquisa e produção de episódios”, conclui, deixando antever que a inação do casal terá obrigado a Spotify a tomar a produção para as suas próprias mãos.

Apesar de nenhum dos episódios previstos ter sido lançado em 2021, Harry e Meghan continuam ativos na criação de novas empresas, embora pouco ou nenhum conteúdo tenha sido revelado.

Segundo o “The Daily Mail”, desde que se mudaram para os Estados Unidos em 2020, o casal já criou mais de uma dezena de empresas, todas sediadas no estado de Delaware, conhecido por ser uma espécie de paraíso fiscal dentro das fronteiras do país.

Feitas as contas, não foi só com a Spotify que Harry e Meghan fecharam contratos. Em 2020, anunciou-se também um acordo com a Netflix no valor de perto de 100 milhões de euros, mas que também ainda não deu origem a nada de palpável.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT