Música

Spotify retira música de Neil Young — depois de o músico fazer ultimato à plataforma

O artista pediu à empresa para retirar podcasts com desinformação relativa às vacinas — ou então a sua música saía do catálogo.
O músico tem 76 anos.

O Spotify vai retirar a música de Neil Young do seu catálogo, depois de o músico canadiano ter feito um ultimato à empresa. Na segunda-feira, 24 de janeiro, Young escreveu uma carta aberta à plataforma de streaming: ou retiravam os podcasts de Joe Rogan que contêm desinformação relativa às vacinas que combatem a Covid-19 — ou a sua música deixaria de estar disponível aos subscritores.

Na quarta-feira, dia 26, um representante do Spotify confirmou à revista “The Hollywood Reporter” que a música de Neil Young estava a ser retirada da plataforma. Falou na “grande responsabilidade” de equilibrar “a segurança para os ouvintes e a liberdade para os criadores”.

“Queremos que toda a música e conteúdos de áudio do mundo estejam disponíveis para os utilizadores do Spotify”, disse o representante da empresa. “Temos detalhado as políticas de conteúdo em vigor e já removemos 20 mil episódios de podcasts relacionados com a Covid-19 desde o início da pandemia”, relembrou a marca. “Lamentamos a decisão do Neil de remover a sua música do Spotify, mas esperamos recebê-lo de volta em breve.”

O podcast “The Joe Rogan Experience” tem sido criticado por vários setores da sociedade por disseminar teorias da conspiração e informação falsa sobre vacinas. O podcast soma, em média, cerca de 11 milhões de ouvintes por episódio.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT