Música

Teens: o novo girl group português não vai fazer playback. “Será tudo real”

Todas têm formação em dança, por isso, os concertos vão ter coreografias elaboradas. Querem "bombar com isto tudo."
Vai ser o grupo favorito das adolescentes.

Rosa, roxo, laranja e azul: estas serão as cores favoritas das adolescentes nos próximos anos. Porquê? São a imagem de marca das Teens, um novo grupo musical feminino que está a ser formado em Portugal.

“Queremos que as pessoas se identifiquem individualmente connosco. Os tons surgiram naturalmente, gostamos da paleta e pensamos que combinam bem. É uma ideia original e divertida e cada uma de nós terá um detalhe específico para ser facilmente reconhecida”, explicam as artistas à NiT.

O grupo é composto por quatro jovens mulheres. Renata Belo, ou Tata, surge de rosa. Tem 20 anos e já trabalhou em diferentes áreas, como televisão, teatro, dobragens e cinema. Vera Macedo, ou Vi, prefere o azul. A artista de 19 anos participou em algumas curtas-metragens e na novela “Queridos Papás” da TVI.

Rebeca Reinaldo (Becky), de 30 anos, veste laranja; e Anya Santos, de 28, escolheu o lilás. A primeira já participou em produções da Yellowstar e de Filipe La Féria, e também cantou em coros de produções da Netflix e não só. Anya, por sua vez, já fez teatro, dança e publicidade.

As Teens representam uma estreia do quarteto num projeto deste tipo. Embora o grupo só tenha duas semanas, já são muito próximas. “Só nos conhecemos aqui. Fizemos audições e fomos selecionadas”, contam à NiT. “Houve logo muita energia e química entre nós, quase como se fosse amor à primeira vista.” Além disso, as vozes “funcionam muito bem em conjunto”, o que acabou por ser um fator decisivo.

Participar num grupo feminino era um sonho comum: em miúdas acompanharam as carreiras das Spice Girls, Destiny’s Child e, claro, das portuguesas Just Girls e Non Stop. Quando a oportunidade surgiu, não pensaram duas vezes. “Atualmente não há nenhuma girl band portuguesa com temas originais”, justificam, como outro dos motivos que as levou a abraçar o projeto.

Já gravaram o primeiro single.

Os temas dirigidos às adolescentes, o público-alvo das Teens, serão todos cantados em português. “Ainda estamos a desenvolver o portefólio, mas o primeiro single tem muita energia, é muito animado, tem imensas harmonias e é muito cativante. Não vai sair da cabeça”, descrevem.

Atualmente, já têm dez canções escritas, entre baladas e outras mais energéticas. A composição ficou a cargo de Mila Belo, que também coordena o grupo. Apostam sobretudo na pop, pois é o estilo musical que as potenciais fãs mais consomem. “Temos várias coisas prontas a serem lançadas”, confessam. O processo criativo está avançado, no entanto, a fechar parcerias e continuam à procura de investidores.

Os crushes, corações partidos, a alegria das férias de verão, a amizade e a diversão são alguns dos assuntos abordados nas canções. “Falamos de todas as experiências típicas da adolescência, por isso, vão identificar-se com aquilo que cantamos. Queremos mostrar que ninguém está sozinho e que há sempre outras pessoas na mesma posição e podemos ajudar-nos reciprocamente”, sublinham.

O single de estreia vai sair, “na pior das hipóteses,” no próximo ano. Contudo,  Tata, Vi, Becky e Anya estão a “fazer tudo” para ser lançado mais cedo.

Quando o primeiro disco estiver pronto, tencionam fazer apresentações ao vivo de norte a sul do País. Os espetáculos vão incluir várias coreografias, uma banda — todos os temas serão cantados ao vivo.

“Não vai haver playback, será tudo real. Estamos muito entusiasmadas. Todas temos formação em dança; por isso, podem contar com atuações muito animadas.”

O principal objetivo das Teens é mesmo “bombar com isto tudo.”

Têm entre 19 e 30 anos.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT