Música

O novo talento do “The Voice Kids” tem 13 anos e “uma voz de 30”

Foi o tio, compositor e vencedor do "MasterChef" que convenceu Ricardo a entrar na academia de música. O esforço compensou.
O Carlão é o mentor de Ricardo.

Ricardo Sousa confessa não ter grandes inspirações no mundo da música. Canta e basta. Foi com essa simplicidade que no domingo, a 12 de maio, entrou na gala no “The Voice Kids” para sair sob aplausos. O jovem de 13 anos, natural de Guimarães, convenceu dois jurados a virarem as cadeiras — a de Carlão e de Bárbara Tinoco — com o tema “Until I Found You”, de Stephen Sanchez. 

“Os meus pais apoiaram-me sempre, inscreveram-me logo no programa”, conta em entrevista à NiT. “Estamos todos encantados com o teu timbre, parece que tens uma voz de 30 anos, dizia-lhe um dos jurados, Nininho Vaz Maia. Apesar do tom singular, Ricardo só tem aulas de canto há dois anos. 

“O gosto pela música surgiu com o meu tio, ele é que me convenceu a entrar para a academia de música”. Não só seguiu o conselho do familiar que hoje lhe deu a coragem para participar no concurso, como a própria escolha da música também foi um processo decidido a dois. 

“Ele tinha-me recomendado um tema que fosse calmo e até sugeriu uma canção, mas eu não gostei muito, nem a conhecia.” A dica da tranquilidade foi levada para a frente e o jovem escolheu o tema de Stephen Sanchez, lançado em 2023, “Until I Found You”.

Apesar de o tio de Ricardo ser compositor de profissão, é também uma cara conhecida na televisão portuguesa: é Rui Lemos, vencedor da última edição do “Masterchef Portugal”. 

A escolha de uma canção pop não foi por acaso. “Eu gostava de ser cantor pop”, confessa, mas não foi isso que o impediu de escolher Carlão como mentor, guru do hip-hop e rap português — outro dos seus géneros preferidos.

Quanto aos nervos, Ricardo admite que só surgiram depois da atuação: o pior foi mesmo o momento de ter de falar com o júri. Em palco, a tranquilidade do costume até porque “já tinha feito concertos com a academia e casamentos de familiares”, nota.

“Tenho muita curiosidade em conhecer a tua voz, porque sinto que isto foi pouco hoje”, dizia-lhe Bárbara Tinoco. “Esta é uma das vozes mais raras em termos de timbre e cor, acho que há aqui pano para mangas”, acrescentava Cuca Roseta. “Qualquer pessoa que oiça o Ricardo aqui não o vai confundir com nenhum concorrente”, terminou Carlão. 

Os elogios rasgados ao jovem não escondiam a sua qualidade. “Sinto-me bem e acho que consigo chegar longe. Mas mesmo que tivesse ficado pelas provas cegas já teria valido a pena.”

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT