música

Associação defende que testes à Covid-19 em eventos deviam ser gratuitos

Referem ainda que as lotações das salas deviam ser aumentadas, uma vez que a entrada será sempre feita com pessoas sem infeção.
As lotações também deviam ser maiores.

A entrada em eventos culturais e desportivos, assim como em reuniões familiares de grandes dimensões, casamentos e batizados apenas será feita em Portugal com a apresentação de testes negativos à Covid-19. O anúncio já tinha sido feito pelo governo na passada semana, quando apresentou as novas etapas do desconfinamento. Há uma associação que defende que estes testes deviam ser gratuitos e que as salas de espetáculos também deviam ter uma capacidade maior.

“Não pode ser um custo nem nosso nem dos espetadores fazer esses testes. Há vários espetáculos já programados, com bilhetes vendidos e não podemos mudar as regras do jogo. Esses testes, compreendemos que sejam necessários, mas têm de permitir o aumento de lotação das salas. A contrapartida que precisamos que exista é um aumento da lotação das salas”, explicou à Lusa, aqui citado pelo “Notícias ao Minuto”, Rafaela Ribas, diretora da Associação Espetáculo – Agentes e Produtores Portugueses.

A forma como tudo se irá processar ainda não foi divulgada. A responsável pela associação gostava também de ter conhecimento dos eventos pilotos que foram realizados em várias cidades do País.

“O setor demonstrou ser muito cumpridor de todas as regras e demonstrou que não houve contaminação e surtos”, continuou. Depois do anúncio na passada semana sobre a obrigatoriedade de testes, Rafaela Ribas revelou que a venda de bilhetes quase parou totalmente.

“Os espetadores veem que vai ser preciso testar em eventos, há muita incerteza e isso leva a uma retração da compra e, neste momento, as bilheteiras estão paradas a aguardar uma definição melhor.” É pedido que exista um período de transição antes da entrada em vigor destas medidas.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT