Teatro e exposições

Banksy incentivou pessoas a roubarem peças na loja londrina da GUESS

O apelo do artista foi uma forma de retaliação pelo uso das suas obras numa nova coleção da marca de roupa.
A loja foi encerrada imediatamente

“Atenção ladrões: por favor vão à GUESS em Regent Street”, podia ler-se na publicação partilhada pelo artista anónimo Banksy na sexta-feira, 18 de novembro. “Aproveitaram-se da minha arte sem pedir autorização. Será que é errado que vocês façam o mesmo às roupas deles?”
A mensagem do artista britânico provocou o pânico na loja londrina, que encerrou imediatamente as portas e colocou seguranças à entrada. Tudo porque a marca norte-americana havia lançado uma nova coleção cápsula com peças que exibiam algumas das obras de Banksy.

Segundo a GUESS, a coleção é legítima e foi criada em colaboração com a Brandalised que, segundo a “BBC”, trabalha com licenciamentos de obras de artistas de graffiti. De acordo com os responsáveis, foi tudo feito respeitando a lei.

A própria Brandalised revela que tem os direitos de uso e comercialização de algumas criações artísticas de Banksy. Contudo, o artista parece não concordar.

“Os graffitis do Banksy têm tido uma influência fenomenal e esta nova coleção cápsula com a Brandalised é uma forma de a moda mostrar a sua gratidão”, explicou Paul Marciano, o diretor criativo da marca sobre a nova coleção.

Com ou sem razão, Banksy está agora sob fogo, amplamente criticado por apelar a que sejam cometidos crimes de furto. Confrontado pela “BBC”, o artista e os seus representantes recusaram fazer quaisquer comentários.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT