Teatro e exposições

Bordalo II coloca “medicamento antifascista” na campa de Salazar

A mais recente instalação do artista foi colocada no cemitério do Vimieiro onde repousa o ditador. A ação marca os 50 anos da Revolução do 25 de Abril.
(Foto: Inês Gomes Lourenço)

A campa de Salazar foi o local escolhido por Bordalo II para a sua mais recente intervenção. O artista, que nos últimos meses tem feito cada vez mais instalações controversas, escolheu o local para assinalar os 50 anos do 25 de abril, que se comemoram já esta quinta-feira.

Bordalo II colocou uma faixa na campa, em forma de caixa de um medicamento chamado Liberdade. Um remédio que se descreve como um “probiótico antifascista” e que foi levado até ao cemitério do Vimieiro, em Santa Comba Dão, onde repousa governante português durante o Estado Novo. Bordalo criou 50 cápsulas de doses “diárias de democracia”. É “grátis” e “combate a opressão”, acrescenta ainda o artista.

“Por algum motivo, os que têm ambições tirânicas e antidemocráticas, começam exatamente por atacar a liberdade – este conceito complexo que atravessa vários campos da nossa vida e sem o qual não teremos uma sociedade justa. A liberdade é fundamental para cada um de nós e para o bem-estar de todos”, escreveu o artista no Instagram.

“Não nos podemos distrair e tomar a liberdade como um bem adquirido. Pelo contrário, temos que defendê-la e exercitá-la todos os dias. O 25 de abril serve também para nos lembrarmos disto. Defender a liberdade é respeitar as diferenças, exigir direitos fundamentais universais e permitir a expressão do pensamento livre e da criatividade”, acrescentou, antes de abordar potenciais polémicas que a obra poderá gerar.

“Também a arte deve ser livre, deve poder questionar, provocar e dar um ponto de partida para a reflexão. 25 de Abril SEMPRE, fascismo nunca mais”, concluiu.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Bordalo II (@b0rdalo_ii)

No Instagram, o artista revelou esta segunda-feira, 22 de abril o trabalho que fez na Mealhada e que também pretende celebrar esta data especial. Do lado direito da fachada de um edifício podemos ver um pica-pau gigante, e no lado esquerdo um cartaz com a foto do medicamento agora colocado no cemitério. 

A mais recente intervenção do artista tinha sido colocada em frente à Assembleia da República, em Lisboa, e criticava os políticos intolerantes e os opressores de todos os espectros políticos.

O sucesso das exposições de Bordalo II já atravessaram fronteiras. Entre 28 de março e 3 de maio de 2023, o artista português teve várias peças em mostra na galeria Usina Luis Maluf, em São Paulo (Brasil). “Bicho Homem” apresentava cerca de 40 obras inéditas. Aproveite para ler a entrevista da NiT ao célebre artista português.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT