Teatro e exposições

Estudantes vão ter entrada gratuita na Culturgest para celebrar o 25 de Abril

Será uma edição comemorativa dos 50 anos do 25 de Abril, que terá lugar no Dia do Estudante, a 17 de abril.
É dedicado a alunos do ensino universitário e profissional.

No ano em que se comemoram os 50 anos do 25 de Abril, a Culturgest, em Lisboa, resolveu dedicar uma das suas iniciativas anuais mais conhecidas ao tema. A próxima celebração do Dia do Estudante, que se comemora a 17 de abril, acolherá conversas sobre a ditadura e ajuda humanitária, visitas guiadas aos bastidores e às exposições e uma peça de teatro do encenador Tiago Rodrigues. A entrada é gratuita para os alunos do ensino profissional e universitário, mediante levantamento dos bilhetes no próprio dia, a partir das 10 horas.

A programação arranca com “Férias em Ditadura”, uma conversa (entre as 11 e o 12h30) com a jornalista Joana Pereira Bastos, Conceição Lopes, monitora da colónia de férias organizada pela Cruz Vermelha Internacional em 1972, e Marco Martins, encenador de uma peça de teatro sobre o tema, que estreará na Culturgest em dezembro. 

As visitas às reservas da coleção CGD, com 1.800 obras de arte, ocorrem em três períodos: das 12 às 12h45; 14 às 14h45 e das 15 às 15h45. Igualmente durante a tarde (das 14h30 às 16 horas), os estudantes terão oportunidade de conhecer os bastidores da Culturgest, contactando com os profissionais de várias áreas como a programação, técnica, produção e comunicação. 

As mostras acompanhadas à maior exposição do artista italiano Enzo Cucchi em Portugal acontecem das 14h30 às 15h30 e das 16 às 17 horas. Ao final da tarde terá lugar a conversa “Zona de Conflito”, onde João Antunes, diretor da Médicos Sem Fronteiras Portugal; Rita Costa, enfermeira obstetrícia e a jornalista Maria João Caetano vão abordar as motivações pessoais (e outras) de quem embarca para regiões devastadas por guerras ou calamidades em missões de ajuda humanitária.

Já na peça de teatro “Na Medida do Impossível”, com encenação de Tiago Rodrigues, serão abordadas algumas das experiências vividas por profissionais humanitários do Comité Internacional da Cruz Vermelha e dos Médicos Sem Fronteiras. O espetáculo terá início às 19 horas, no Auditório Emílio Rui Vilar.  

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT