Teatro e exposições

Já pode descobrir como está a ficar a nova linha do metro na futura estação da Estrela

A ligação circular deverá estar pronta no primeiro trimestre de 2025. Vai ligar as estações do Rato e do Cais do Sodré.
Os curiosos podem aproveitar.

A nova linha circular do Metro de Lisboa é uma das infraestruturas mais aguardadas da capital. O tempo de execução, os locais de passagem e (sobretudo) a data de finalização são alguns dos elementos que mais suscitam curiosidade. Agora poderá tentar antever como está a decorrer a execução uma invulgar exposição de fotografia naquela que será a futura estação da Estrela.

O local continua em obras, ainda em cimento e com estruturas inacabadas, mas é lá que pode descobrir o que há “Para lá do tapume”. A exposição com autoria de Heleno Vaz Queirós partilha com o público o acesso privilegiado à construção da linha Circular, em que ele é um dos responsáveis pela fiscalização da obra.

Ao todo foram expostas cerca de 30 fotografias, no hall de entrada da futura estação Estrela, local que se encontra ainda em fase de construção. A exposição é gratuita e resulta de uma parceria entre o Metropolitano de Lisboa e a Consulgal-Tecnoplano. Quem quiser visitar pode fazê-lo durante a semana entre as 14 horas e as 18h30 e ao fim de semana entre o meio-dia e as 18h30.

“O desafio colocado aos visitantes é conhecer um pouco mais do empreendimento da linha Circular apresentando imagens que retratam espaços vedados ao público, ajudando a entender a magnitude das obras em curso, a engenharia envolvida, as pessoas e as máquinas e a evolução ao longo do tempo do conjunto diverso de intervenções que estão a decorrer para tornar a linha Circular numa realidade”, adiantou o Metropolitano de Lisboa.

As receitas que resultem da venda das fotografias vão reverter para a Entrajuda – Associação Para o apoio a Instituições de Solidariedade Social, que junta voluntários para apoiar as instituições de solidariedade social no combate à pobreza.

A extensão da nova linha de metro irá contar com mais de dois quilómetros de rede. Localizada em cima da Calçada da Estrela, em frente à Basílica da Estrela, a nova estação de Metro terá acesso na extremidade sul do jardim, a partir do edifício da antiga farmácia do Hospital Militar.

Concluídas as obras, a estação será servida por seis ascensores e duas escadas mecânicas. Já o acesso principal da futura estação de Santos ficará no Largo da Esperança e haverá escadas rolantes. Em janeiro, foi ainda terminado o túnel do Metro que liga a Estrela à estação de Santos.

O novo trajeto do Rato ao Cais do Sodré, irá ligar as linhas verde e amarela a partir do Campo Grande, passando as restantes — a amarela de Odivelas a Telheiras, a azul (Reboleira – Santa Apolónia) e a vermelha (S. Sebastião – Aeroporto) — a funcionar como radiais.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT