Teatro e exposições

Lisboa vai receber uma exposição gigante sobre o autor de “Tintin”

A retrospetiva de Hergé, autor da saga de banda desenhada, começa em outubro no Museu Calouste Gulbenkian.
Deve ser idêntica a outras exposições que passaram por vários países.

Pela primeira vez, Portugal vai receber uma grande retrospetiva sobre Georges Remi, o artista conhecido como Hergé, que é mais conhecido por ser o autor da banda desenhada de “Tintin”. A exposição vai ser inaugurada a 1 de outubro no Museu Calouste Gulbenkian, em Lisboa, e por lá fica até 10 de janeiro de 2022.

A mostra é organizada em colaboração com o Museu Hergé de Louvain-la-Neuve e reúne uma seleção de documentos, desenhos originais e várias obras, que podem ir da BD à publicidade, passando pelo desenho de moda, artes plásticas ou trabalhos para a imprensa.

“O que torna a arte de Hergé única e a distingue da de muitos outros autores de banda desenhada é a sua extraordinária capacidade de representar a realidade por um lado, de uma forma inventiva, mas por outro, tão familiar que o leitor pode facilmente projetar-se neste universo criado a partir do zero. Com linhas simples de uma impressionante precisão, sob o estandarte da inimitável ‘linha clara’, Hergé dá origem a personagens emblemáticas que encarnam os grandes valores da sociedade”, descreve a Gulbenkian sobre o foco da exposição.

Vai poder ser visitada segunda-feira, quarta-feira, quinta-feira, sábado e domingo, das 10 às 18 horas. À sexta o museu fica aberto até mais tarde, por volta das 21 horas, e à terça-feira encerra mesmo. Os bilhetes vão custar 5€, sendo que os portadores de cartão de estudante terão entrada gratuita às sextas-feiras, entre as 18 e as 21 horas. No site oficial de “Tintin”, é relatada a história da ligação da saga a Portugal.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT