Teatro e exposições

O musical de Anne Frank estreia no Porto em fevereiro

Depois de passar pela sala cultural portuense, o espetáculo inicia uma tournée pelo País. Os bilhetes estarão à venda em breve.
Uma história comovente.

Há décadas que o diário da conhecida jovem vítima do Holocausto tem inspirado gerações inteiras. E foi precisamente o “Diário de Anne Frank”, que serviu de inspiração para a mais recente produção teatral da Plateia d’Emoções. A estreia de “Anne Frank — O Musical” está marcada para o dia 18 de fevereiro, domingo, no Coliseu do Porto, às 17h30.

Depois do Porto, começa uma tour pelas várias salas do País. “Trata-se de uma produção original de teatro musical, com a marca criativa da Plateia d’Emoções, baseada naquele que muitos consideram ser o diário mais famoso do mundo, obra da conhecida jovem alemã de origem judaica, vítima do Holocausto”, admitiu Fernando Tavares, diretor da Plateia d’Emoções e responsável pela direção artística, cenografia e encenação desta obra.

A cenografia reconstitui o anexo secreto — atualmente Casa-museu — onde Anne Frank se refugiu durante mais de dois anos, em Amsterdão, juntamente com sete pessoas. O espetáculo centra-se nos episódios mais marcantes de uma das obras não ficcionais mais lidas em todo o mundo. Fernando Tavares ainda revelou que o final será “muito emocional e que fará a ponte para os atuais contextos de intolerância e conflito”.

A produção envolve mais de 30 pessoas e cerca de 16 atores em palco. É composta por 20 cenas musicadas e dez músicas originais da autoria de André Ramos, músico que trabalhou com os maestros Sir John-Elliot Gardiner, Paul Daniel, Leif Segerstam, entre outros, tendo uma forte ligação à London Symphony Orchestra. Conta ainda com colaborações desenvolvidas noutros musicais, como “Lion King” e “Fame”.

O musical conta ainda com texto e letras originais de Hélder Reis, conhecido profissional de televisão. Tantas vezes recriado em palco, o “Diário de Anne Frank” terá, pela primeira vez em Portugal, uma peça teatral musical de envergadura.

Fernando Tavares convida os portugueses a conhecerem a “força, a irreverência, a perseverança, o medo e o talento da jovem que escreveu o diário mais famoso do mundo, através de um musical único e envolvente, repleto de emoções e valores”. A obra promete ainda trazer um olhar nunca antes visto da jovem de origem judaica. “Será um autêntico hino à amizade, ao amor, à família e à esperança de cada dia”, acrescenta o diretor.

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Plateia D’emoções (@plateiademocoes)

Depois do Porto, o musical estará em cena para sessões escolares de 20 de fevereiro a 1 de março, no Grande Auditório do Vilar Oporto Hotel, das 10 horas às 14h30. E haverá mais duas sessões para o público geral no hotel portuense, no dia 24 de fevereiro, pelas 21h30, e no dia seguinte, pelas 17h30.

No segundo semestre do ano, o espetáculo passará pelo Cine Teatro Messias, na Mealhada. Em novembro será a vez do Centro Cultural de Tábua, mas exclusivamente para sessões escolares. Já no primeiro trimestre de 2025, o espetáculo estará no Cine Teatro Garrett, na Póvoa do Varzim e no Teatro Municipal de Bragança.

Fique atento às redes sociais da Plateia d’Emoções para garantir o seu lugar, assim que os bilhetes estejam à venda. Se quiser ir de transportes, saiba que as estações de metro dos Aliados e do Bolhão ficam próximas do Coliseu.

Enquanto aguarda por esta estreia, espreite na galeria alguns concertos que não pode perder este ano no Porto.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT