Teatro e exposições

Novo Nada abre em Lisboa com exposições e festas que duram até de manhã

O projeto do coletivo EKA Unity é inaugurado este sábado, para colmatar o encerramento do Nada Temple.

A menos de 200 metros do Nada Temple, em Xabregas, que encerrou a 14 de outubro, nasceu um novo espaço. O Nada, desenvolvido pelo coletivo EKA Unity, promete animar as noites e a cultura em Lisboa com um espaço bastante amplo, uma programação entusiasmante e uma decoração digna das melhores festas. A inauguração acontece este sábado, 15 de outubro, a partir das 20 horas.

O open space com cerca de 800 metros quadrados instalou-se numa antiga concept store de luxo. A Tem-plate foi obrigada a fechar portas durante a pandemia, deixando as instalações vazias. Foi o canto ideal para desenvolver um projeto, em que o espaço aproveita vários elementos da loja. É o caso de uma rocha expressiva logo à entrada ou das cortinas amarelas. Também vai haver zonas VIP ou kinky rooms nos provadores.

No que diz respeito à programação, o público pode contar com apresentações de nomes das artes visuais ou performativas. Da galeria de exposições à grande pista de dança, passando por uma galeria para exposições e uma loja, o coletivo transformou a infraestrutura num local digno de eventos de grande dimensão.

A partir das 20 horas de sábado, 15 de outubro, o conceito vai ser testado com uma festa de inauguração. Vai arrancar com uma exposição de artes visuais e NFTS, onde artistas como João Murillo, DACC, Deeher Chandrika ou Diogo Nunes mostra o seu trabalho. Das 23 horas às 11 horas do dia seguinte, o foco passa pela música. O DJ francês Airod e os portugueses Dilen Magan, Pedro Goya e Thelmo vão marcar o compasso de um espaço que valoriza a música eletrónica.

O Nada fica situado no Armazém F da Rua Projectada à Matinha, em Lisboa. Está aberto aos sábados das 20h ao meio dia. Prevê-se ainda a abertura de mais um espaço noturno em Lisboa, designado Temple, que recupera a outra metade do antigo local.

 

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT