Teatro e exposições

Tem um bilhete de espetáculo de 2020 adiado para 2022? Já pode pedir o reembolso

A decisão foi aprovada esta quinta-feira, 1 de abril, em Conselho de Ministros.
Muita atenção.

Esta quinta-feira, 1 de abril, o Conselho de Ministros aprovou um diploma que prevê algumas medidas no setor da cultura. Além da possibilidade da realização de eventos testes-piloto em salas de espetáculo e teatro, foi decidido que é possível pedir o reembolso dos bilhetes de espetáculos originalmente agendados para 2020 e adiados para 2022 devido à pandemia.

“Prevê-se que os consumidores possam pedir a devolução do preço dos bilhetes, no prazo de 14 dias úteis a contar da data prevista para a realização do evento no ano de 2021”, pode ler-se no documento, que está disponível online.

Caso tal não aconteça, considera-se que o consumidor aceita o reagendamento do espetáculo para o ano de 2022. O diploma refere que o mesmo acontece com os vales emitidos com validade até ao final do ano de 2021, que passam a ser válidos até ao final do ano de 2022.

Se o plano de desconfinamento se concretizar como previsto, as salas de espetáculos, teatros, auditórios e salas de cinema e similares reabrem a 19 de Abril com as mesmas regras que existiam à data do seu encerramento.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT