Teatro e exposições

Tudo o que tem de saber sobre a exposição de Banksy em Lisboa

A NiT já visitou a galeria, com algumas das peças mais famosas do misterioso artista. O ambiente imersivo é, de facto, surpreendente.
Tem algumas peças icónicas.

Ninguém sabe a sua identidade, mas todos conhecem o seu nome. Banksy é, atualmente, um dos maiores artistas urbanos do planeta, com peças em várias partes do mundo. As obras misturam uma estética urbana e crua com mensagens fortíssimas e provocatórias. A Capsule Gallery, em Lisboa, recebeu a 24 de junho, uma mega exposição imersiva que já passou por Paris, Barcelona, Praga, Bruxelas, Dubai e Milão.

“The World of Banksy” inclui mais de 100 peças do artista, entre elas murais, criações únicas de coleções privadas, grafitis, telas, projeções de outros trabalhos e instalações de vídeo. São apresentadas obras dos primórdios da sua carreira, que descolou nos anos 90, e algumas das suas assinaturas mais icónicas, como “Girl and Balloon” e “Sweep It Under The Carpet”.

“Mesmo ao estilo do Banksy, esta exposição não tem autorização, e não teve a aprovação do artista”, diz Hazis Vardar, o curador, no site.

Hazis e proprietário de vários teatros em França e na Bélgica. Foi o produtor de “Le Clan des Divorcées, uma das peças de maior sucesso em França nos últimos anos. No entanto, é o seu amor pela street art e por experiências imersivas levaram-no a produzir, em 2019, a exposição “The World of Banksy”, no centro de Paris.

Na versão portuguesa são retratadas várias realidades diferentes. Uma das obras mostra, por exemplo, dois soldados em batalha. Porém, em vez de terem armas, seguram almofadas. Para criarem uma experiência mais imersiva, a galeria adicionou uma cama que se encontra por baixo das figuras.

Na verdade, é a mistura entre as obras e o cenário à sua volta que tornam a exposição numa experiência única. Noutra das peças em exposição encontramos vários desenhos de ratos que brincam com objetos de casa de banho como rolos de papel higiénico, um lavatório e uma sanita.

É ainda possível encontrarmos uma recrição de “Girl and Balloon”. Trata-se da figura de uma criança a segurar um balão que é também a letra “O” na frase “No Future” (em português, “Sem Futuro”).

Banksy é conhecido também por aproveitar todas as oportunidades para criticar a forma como o graffiti é visto pelas elites da sociedade. “It’s a very frustrating feeling you get when the only people with good photos of your work are the police department”. Ou, em tradução livre: “É um sentimento muito frustrante quando as únicas pessoas com boas fotografias do teu trabalho são os polícias”, lê-se na peça que é também um protesto.

Os bilhetes podem ser adquiridos online. Os miúdos até aos 5 anos não têm de pagar. Entre os 6 e 17 anos, o preço é de 8€, enquanto que os adultos entre 18 e 64 pagam 12€. Os idosos podem entrar por apenas 8€. Existe ainda um desconto para estudantes entre 18 e 25 anos, desde que apresentem um cartão válido. Nesse caso, o bilhete custa igualmente 8€.

Carregue na galeria para conhecer algumas das obras de Banksy que estão em exposição na capital portuguesa até 23 de dezembro.

ver galeria

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT