Teatro e exposições

Vai poder ver pedaços marcantes de “The Walking Dead” feitos em Portugal na Comic Con

Vai poder ver de perto uma cabeça de zombie e o pé de um miúda. São recriações de props verdadeiramente aterradores.
São tão assustadoras quanto os zombies da série.

A 11.ª temporada de “The Walking Dead” pode ser a última, mas a série manter-se-á eterna graças a esta nova exposição inspirada no mundo pós-apocalíptico. Chama-se “Relíquia” e estará patente na Comic Con Lisboa entre os dias 9 e 12 de dezembro.

Contará com 11 props de culto que representam (literalmente) pedaços da narrativa de uma história que teve início em 2010 e que tem o seu final marcado para 2022. A memória do primeiro Walker da série, por exemplo, é uma das criações que poderá observar. Na história, tratava-se de uma menina que surgiu nos primeiros momentos do apocalipse, e que carregava ainda os restos de uma infância perdida: o seu peluche na mão e umas pantufas calçadas nos pés. O pé desta rapariga é precisamente o primeiro contacto que Rick (e os espectadores) tiveram com um Walker. Esta relíquia imortaliza, por isso, o início da grande caminhada de “The Walking Dead”.

O bizarro pé da miúda.

Também vai ser possível ver a cara do Walker do Oceano (da 7.ª temporada), ou o braço do Walker do Poço da Temporada 2 — e no final receber uma recordação exclusiva.

A exposição é uma ideia original do Estúdio Criativo da The Walt Disney Company em Portugal, com produção da Ghost e execução pela dupla de artistas plásticas nacionais Ana & Betânia. Todas as peças são de cerâmica e foram feitas à mão.

“The Walking Dead” pode estar a chegar ao fim, mas pode carregar na galeria para descobrir novas séries (e temporadas) que estreiam em dezembro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT