Teatro e exposições

Vem aí um “festival único em Portugal” cheio de concertos e recitais de piano

O programa inclui espetáculos de vários artistas internacionais, orquestras, exposições de arte e masterclasses.

Muitos descrevem o piano como o “instrumento completo”, devido à sua ampla gama de notas, permitindo ao músico tocar tanto melodias como harmonias. Pode reproduzir uma ampla variedade de sons e timbres, embora não permita replicar todas as sonoridades de forma exata. No entanto, com o uso de técnicas de interpretação e arranjos musicais adequados, é possível criar uma variedade de cores e texturas musicais que se aproximam das produzidas por outros instrumentos.

A partir de 21 de junho terá oportunidade de o comprovar durante a 29.ª Semana Internacional de Piano do Oeste (SIPO), uma iniciativa pedagógica considerada única em Portugal, com vários cursos abertos ao público durante 10 dias. Em paralelo, realiza-se um festival com vários concertos e recitais em Óbidos e nas Caldas da Rainha.

O evento inclui 11 concertos com pianistas de diversos países como Artur Pizarro, Manuela Gouveia, Paulo Pacheco e Nuno Inácio, Andrea Bonatta (italiano), Josep Colom (espanhol), Boris Berman (russo), Anthony Rationv (americano). Os espetáculos terão lugar em locais como no Museu Leopoldo de Almeida e no Centro Cultural e Congressos, ambos nas Caldas da Rainha; e também  Auditório Municipal de Óbidos-

Para começar em grande, a orquestra Gulbenkian, dirigida por Rui Pinheiro, irá tocar a sinfonia número 5 de Beethoven. Além deste concerto, há outros destaques. No dia 5 de julho, em Lisboa, o músico chinês Ke Wang interpretará obras de Q. Chen, L. Liebermann e S. Rachmaninoff na Fundação Oriente, repetindo, no dia seguinte, no Museu Leopoldo de Almeida, nas Caldas da Rainha o mesmo programa.

A 9 de julho será a vez de Andrea Bonatta tocar as canções de Robert Schumann — Kreisleriana, J. Brahms e Klavierstücke. Ainda no Auditório Municipal, no dia seguinte, o pianista espanhol interpretará Mozart.

Entre 7 e 17 de julho serão realizadas masterclasses focadas na profissionalização artística e instrumental de jovens de 13 países. Os professores serão os pianistas já mencionados, bem como James Giles.

A programação não fica por aqui: no dia 21 de julho, nas Caldas da Rainha, haverá um espetáculo de dança; uma palestra intitulada “Helena e Madalena Sá e Costa ao vivo” e uma exposição de pintura de Maria Natália Vaz Pires Bieck.

“Estou contente e grata por mais uma realização deste evento que há 29 anos liga a formação musical em residência à performance, reunindo jovens pianistas de todo o mundo. O Festival Internacional traz mais uma vez músicos de grande renome à região do Oeste”, sublinha a diretora artística e presidente da Associação de Cursos Internacionais de Música, Manuela Gouveia.

A primeira edição realizou-se em 1996 e daí em diante, sem interrupção, tem promovido trocas de experiências, proporcionando um intercâmbio artístico-cultural entre profissionais e futuros músicos de renome. Os bilhetes para os concertos custam 12,50€ e estão disponíveis no site, onde também tem acesso ao programa completo.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT