Televisão

A nova minissérie de Ethan Hawke é uma das histórias mais polémicas dos EUA

“The Good Lord Bird” já está disponível na HBO. Os críticos dizem que a interpretação do ator é simplesmente magnífica.
Ethan Hawke está de volta.

Estamos em 2020 e o racismo continua a ser um assunto do dia a dia nos Estados Unidos. A principal razão é o passado de escravatura que levou a uma guerra civil que, mesmo séculos depois, ainda divide o país. A escravatura é precisamente o tema central da nova minissérie “The Good Lord Bird”, que chegou à HBO do domingo, 4 de outubro. Mas não se pense que já se viu algo assim.

Ao longo dos anos, a ficção já nos apresentou as mais sórdidas e violentas figuras do tempo da escravatura. Algumas eram inventadas, outras bem reais. Talvez nenhuma fosse como John Brown. Um daqueles casos que, sendo real, parece inventado.

Brown não era um defensor da escravatura, bem pelo contrário. Homem religioso, habituado a incluir citações da Bíblia de cabeça no seu discurso, sentia que tinha uma missão divina na terra: pôr fim à escravatura. Para tal, defendia, o momento já não era para discursos. Só a violência iria pôr fim à escravatura.

Foi em 1861 que a Guerra Civil dos EUA começou mas, para John Brown, toda a década anterior foi uma profecia do que estava a caminho. Vamos evitar alguns detalhes da vida de John Brown, para poupar os spoilers de “The Good Lord Bird” — até porque ainda não sabemos tudo o que a série nos vai mostrar. Mas podemos adiantar que houve violência, vingança, sangue e tragédia na vida de um homem que pegou armas para lançar a revolta de escravos.

O escritor Victor Hugo está entre os contemporâneos de Brown que elogiaram este homem que antes de pegar em armas chegou a estudar para ser reverendo. Também Harriet Tubman, antiga escrava que se tornou ativista contra a escravatura, admirava Brown. Em plena guerra, havia inclusive um cântico sobre ele que os soldados dos estados do norte entoavam a caminho do campo de batalha.

Durante muitos anos, a figura de John Brown passou aos lados dos livros de história. Uma parte da razão é porque ainda hoje se debate quem foi este homem. Para quem defendia os estados sulistas, que lutaram para manter a escravatura, não passa de um terrorista. Mas mesmo entre os abolicionistas e que lutaram pelos direitos dos afro-americanos, não é consensual. Malcolm X, por exemplo, teceu-lhe elogios, Martin Luther King, sempre defensor de uma via mais pacifista, optava por ignorá-lo.

Louco, violento, convicto, polémico, herói, fanático, mártir. Talvez John Brown tenha sido todas estas coisas. Agora, é mais uma: um papel perfeito para Ethan Hawke brilhar. Os críticos até já o apontam como um dos mais fortes candidatos aos Emmy do próximo ano.

Criada pelo próprio Hawke, “The Good Lord Bird” é um projeto da Showtime. A minissérie conta com um total de sete episódios e inspira-se no romance homónimo de James McBride. A história é contada na perspetiva de Onion (Joshua Caleb Johnson), um rapaz ficcionado, escravizado, que se junta ao grupo de Brown.

O resto do elenco é composto por Ellar Coltrane — o miúdo de “Boyhood”, o ambicioso projeto de Richard Linklater filmado a espaços ao longo de 12 anos —, .Beau Knapp, Steve Zahn, Daveed Diggs, Adam Shapiro, Wyatt Russell, Mo Brings Plenty, entre outros.

O destaque, no entanto, é mesmo para Ethan Hawke, que no trailer está quase irreconhecível. Colérico, intenso e provocador no seu papel, o ator promete ser uma das interpretações do ano. Depois de nomeações aos Óscares e a um Tony, talvez só falte mesmo juntar a tal nomeação ao Emmy para a sua longa carreira ficar completa.

Já que aqui está, aproveite para descobrir que estreias e regressos de séries pode assistir na televisão ao longo deste mês de outubro.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT