Televisão

Albano Jerónimo vai ser o polémico “El Presidente” na série biográfica da Amazon

A estreia está marcada para novembro e conta a história do brasileiro João Havelange, antigo presidente da FIFA.
Estreia dia 4 de novembro.

Dois anos depois do lançamento da primeira temporada, “El Presidente – Jogo da Corrupção” regressa à plataforma de streaming Prime Video. A estreia está marcada para o dia 4 de novembro. Porém, a apresentação do primeiro episódio vai decorrer já na sexta-feira, 14 de outubro, no Festival de Cinema do Rio de Janeiro, no Brasil, e conta com a presença de Albano Jerónimo.

O ator português irá interpretar João Havelange, que foi presidente da FIFA entre 1974 e 1998. Suspeito de corrupção, Havelange foi o único presidente latino da história da FIFA, com um mandato recorde de 23 anos consecutivos. Morreu aos 100 anos, em 2016 e é a personagem central da segunda temporada da série que retrata os escândalos de corrupção dentro da Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) que envolveram vários dirigentes, sobretudo sul-americanos.

A investigação que resultou em várias denúncias a partir de 2015 ficou conhecida como “FIFAgate”. “Neste jogo de corrupção, o que acaba por vir à superfície é que o futebol é política e a política é futebol”, afirma Albano Jerónimo, sobre o argumento da nova produção.

O ator de 43 anos, que celebra 20 anos de carreira em 2022, está irreconhecível na série. “Foi o trabalho mais exigente que fiz até hoje. É um dos momentos mais altos do meu percurso profissional que espero e desejo que me leve a outras paragens, mercados, trabalhos e sobretudo pessoas novas”, acrescenta.

Esta temporada, de oito episódios, volta a ser escrita e produzida pelo argentino Armando Bó, que venceu um Óscar pelo guião de “Birdman”. Além de Albano Jerónimo, o elenco da série inclui Andrés Parra, Maria Fernanda Cândido, Eduardo Moscovis, Bukassa Kabengele, Guilherme Prates ou Nelson Freitas.

Albano Jerónimo tem tido, nos últimos anos, uma participação cada vez maior em produções de ficção estrangeiras, nomeadamente “The One” (Netflix) e “Vikings” (MGM e Canal História). Em Portugal, participou nas séries “Glória”, “Rabo de Peixe” (Netflix), “Sara” e “Até Que a Vida Nos Separe” (RTP).

No cinema, fez parte do elenco de “Restos do Vento”, de Tiago Guedes; “Não Sou Nada”, de Edgar Pêra; e “O Pior Homem de Londres”, de Rodrigo Areias, com estreia prevista para este ano. No teatro, em 2022, encenou a peça “Orlando”, de Cláudia Lucas Chéu, a partir de um texto de Virgina Woolf, e protagonizou “A Orgia”, a partir de Pier Paolo Pasolini, com encenação de Nuno Cardoso.

ÚLTIMOS ARTIGOS DA NiT

AGENDA NiT